Está quase a fazer 95 anos desde que o clássico infantil "Winnie the Pooh" foi lançado e para celebrar foi criado um alojamento à semelhança da casa onde vivia o urso Pooh. Fica em Nutley, no Reino Unido, e está na plataforma Airbnb, mas ainda não se encontra disponível para reservas.

Só a partir de 20 de setembro é que a casa encantada pode ser arrendada, mas a corrida vai ser tanta que o melhor é saber já com o que contar para que, na altura em que puder reservar, o faça sem pensar duas vezes.

Portugal tem umas das casas mais cobiçadas da Airbnb — e tem uma vista incrível para o Douro
Portugal tem umas das casas mais cobiçadas da Airbnb — e tem uma vista incrível para o Douro
Ver artigo

O Bearbnb, como se chama, é como reviver as memórias de infância, quando nos liam as aventuras do ursinho Pooh ou ainda em cassete VHS, víamos vezes sem conta o filme "Winnie the Pooh" e não nos cansávamos da fofura do urso que andava sempre agarrado ao pote de mel. Igualmente doce é uma estadia neste casa, localizada na floresta de Ashdown, que serviu de inspiração ao bosque dos 100 Acres onde decorre a narrativa do livro e do filme inspirado na história criada por A. A. Milne. Mas olhe que falamos a sério quando dizemos que a estadia é doce.

Os armários da cozinha estão cheios de potes de mel, não vá o ursinho Pooh fazer uma visita e os hóspedes só terem agave para lhe dar (modernices!). A casa, com capacidade para quatro hóspedes, foi criada e decorada pelo ilustrador do filme de animação "Winnie the Pooh", Kim Raymond, de modo a manter-se fiel ao clássico da Disney. Entre os pormenores que se destacam, está o facto de ter sido construída com ramos de árvores e a entrada ter uma placa que diz "Mr. Sanders".

Quer vá com amigos — para reproduzir as vivências de Pooh, Piglet, Tigre e Igor —, ou com família, conte com uma cama de casal e duas de solteiro, zona de refeições e atividades. Vai poder fazer uma visita guiada pelo bosque, jogar ao jogo dos paus na famosa ponte poohsticks e provar pratos com mel de origem local.

Contudo, esta casa tem regras para cumprir: deve manter as mãos fora dos potes de mel, são permitidas várias sestas e deve fazer um lanche de "alguma coisita" às 11 horas. Ah, e pagar a estadia. As primeiras serão disponibilizadas a 24 e 25 de setembro por 95 libras por noite (cerca de 111€). Esteja atento à plataforma Airbnb.

Tome apenas atenção a um pormenor: para viajar para o Reino Unido, será preciso ter passaporte a partir de 1 de outubro. Até lá, e devido à COVID-19, tem de apresentar teste com resultado negativo realizado nas 72 horas anteriores à partida e, quando chegar ao Reino Unido, terá de cumprir quarenta de dez dias (caso provenha de Portugal continental, que está na lista amarela).

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.