Uma baleia deu à costa nas Filipinas com 40 quilos de plástico no estômago. O animal, que foi encontrado a 16 de março, terá morrido de choque gástrico devido à quantidade de plástico ingerido. A equipa de biólogos marinhos do museu D'Bone Collector nas Filipinas, que analisou a baleia, partilhou os resultados da autópsia na sua página de Facebook.

Publicação no Facebook

A jovem baleia tinha no estômago uma das maiores quantidades de plástico alguma vez encontradas dentro de um ser marinho. Ao longo da vida, este animal terá ingerido16 sacos de arroz, quatro lonas utilizadas nas plantações de bananas e ainda uma grande quantidade de sacos de plástico. A divulgação da lista completa está prevista para os próximos dias. "Os governos devem tomar medidas contra aqueles que continuam a tratar os canais e os oceanos como lixeiras", disseram ainda os biólogos marinhos do museu.

Estômago da Baleia

De acordo com jornal britânico "The Guardian", Darrel Blatchley, diretor do museu D'Bone Collector, afirmou ainda que dos vários golfinhos e baleias analisados nos últimos dez anos, 57 terão morrido devido à ingestão de elevadas quantidades de plástico.

Tal tem acontecido porque muitos países do continente asiático utilizam os oceanos como depósito de lixo. Segundo um relatório publicado pela Ocean Conservancy em 2017, países como a China, Indonésia, Filipinas, Tailândia ou Vietname deitaram ao mar muito mais plástico do que todos os outros países em conjunto.

Companhia aérea portuguesa faz o primeiro voo sem plástico descartável a bordo
Companhia aérea portuguesa faz o primeiro voo sem plástico descartável a bordo
Ver artigo

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.