João Vaz, ator de 54 anos que se celebrizou nos anos 90 no anúncio da marca de telecomunicações Telecel, mudou de sexo. Chama-se Maria João e apresentou-se ao público esta segunda-feira, 2 de novembro, no programa "A Tarde é Sua", na TVI.

A atriz conta a Fátima Lopes que se apercebeu que era diferente dos seus pares ainda muito jovem e justifica o facto de se apresentar agora ao público na sua nova identidade. "Tenho a certeza que por aí haverá muitas pessoas como eu e que estão à espera daquela epifania que as façam mostrar-se como são", refere.

Maria João garante que agora, à distância, consegue ver os primeiros sinais. "Na escola, com 5 anos, trocava de sapatos com a minha colega do lado e a sensação era incrível", refere. Mais tarde vestia roupa da mãe para fazer pequenos espetáculos em casa e, durante a adolescência, foi tendo umas namoradas, mas nada de muito sério. "Eu vivia como mulher às escondidas, sem perceber bem o que isso queria dizer. Só comecei a perceber o que se passava realmente comigo em 2018", admite.

5 modelos transgéneros que estão a dominar o mundo da moda e televisão
5 modelos transgéneros que estão a dominar o mundo da moda e televisão
Ver artigo

Questionada sobre esta revelação tardia, Maria João garante que, durante muitos anos, acreditava que não havia mais ninguém na mesma situação. A vida seguiu e acabou por casar e ter três filhos. "Eu fui pai, embora adorasse ter sido mãe".

"Eu existia ali debaixo. Aquilo era um invólucro"

Maria João só teve a sua "epifania" — como lhe chama — graças a um namorada que a chamou à razão. A partir daí, começou a assumir uma nova identidade, perante si e perante a família, que viveu sempre sem saber desta realidade escondida.

Na primavera de 2019 assumiu-se perante as filhas e nota que elas "fazem um esforço grande para aceitar". Nos meses seguintes foi seguindo o seu caminho de aceitação e foi em agosto deste ano que decidiu, de uma vez, assumir esta nova identidade. "É uma nova vida. Esta é a minha verdade", salienta.

Agora, olhando para as fotografias de quando era João Vaz, vê uma pessoa que parece mais velha e que já aconteceu há muito tempo. "Eu, Maria João, existia ali debaixo. Aquilo era um invólucro, mas agora é que consigo ser verdadeira".

Maria João conta ainda que o dia em que conheceu outra mulher transgénero foi um dos melhores da sua vida. "Ela fala e eu percebo exatamente o que ela está a dizer. Isso nunca me tinha acontecido com mais ninguém".

A atriz espera conseguir trabalho na área da representação, o que ainda não aconteceu. "Ainda assim, o feedback do meio tem sido bastante positivo.

Recorde o anúncio da Telecel

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.