O rapper AKA, um dos mais famosos da África do Sul, foi assassinado a tiro na noite desta sexta-feira, 10 de fevereiro, à porta de um restaurante. A notícia foi dada pela família do cantor, que emitiu um comunicado nas redes sociais. Os motivos por detrás deste crime continuam por apurar.

AKA estava a caminho do carro com um amigo depois de saírem de um restaurante em Durban, no sudeste sul-africano. "Terão sido abordados por dois suspeitos armados que atravessaram a rua na sua direção e abriram fogo à queima-roupa", referiu a polícia em comunicado, citada pela SIC Notícias.

Criança de 12 anos sofria com dores fortes. Todos os médicos falharam no diagnóstico e acabou por morrer
Criança de 12 anos sofria com dores fortes. Todos os médicos falharam no diagnóstico e acabou por morrer
Ver artigo

As autoridades já se encontram a investigar a morte do rapper de 35 anos. Kiernan Jarryd Forbes, o nome verdadeiro, tinha mais de cinco milhões de seguidores no Twitter. "O nosso filho era amado e dava amor em retorno", escreveram os pais na mesma rede social, pedindo "compaixão, espaço e tempo".

Além de cantor, o sul-africano de 35 anos era produtor musical e compositor, tendo conquistado inúmeros prémios e lançado o primeiro álbum em 2010. Deixa um filho de 7 anos, Kairo Owethu Forbes, fruto da relação com a artista DJ Zinhle.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.