Os pais de hoje certamente ainda se lembram de todas as semanas ou meses receberem algum dinheiro dos pais, avós ou tios que guardavam religiosamente num mealheiro. Fosse para comprar uma caderneta de cromos, uma consola de última geração, um carro telecomandado ou uma bicicleta, aquele dinheiro tinha um fim mas, para conseguirem atingir o objetivo, era preciso poupar. Hoje, os miúdos até podem ter mealheiros, mas num mundo cada vez mais digitalizado, as poupanças fazem-se em aplicações como a Revolut Júnior. 

A aplicação desenvolvida pela Revolut, a primeira superapp financeira global, foi pensada para miúdos entre os 7 e os 17 anos, com o principal objetivo de lhes dar autonomia na gestão diária das suas finanças. Ao mesmo tempo, dá também aos pais a oportunidade não só de terem uma noção dos gastos dos filhos, mas também de lhes passarem as competências necessárias para  fazerem uma boa gestão do seu dinheiro, um tema sobre o qual nem sempre é fácil falar com as crianças. 

Mas, afinal, como é que tudo funciona? Muito simples. Da mesma forma que os pais que já sejam utilizadores da Revolut têm uma aplicação onde podem fazer o controlo das despesas que fazem com o seu cartão físico ou virtual, também os miúdos têm acesso a uma aplicação onde podem ir controlando os seus movimentos. Para isso, basta começar por aceder ao site da Revolut e pedir para criar uma conta Junior e, a partir daí, seguir os passos indicados. 

Caso não seja cliente Revolut, só precisa de ter consigo o seu documento de identificação. A conta abre-se em apenas alguns minutos e não precisa de se deslocar a um banco para o fazer. Uma vez activa, basta aceder ao separador Revolut Junior e fazer o setup da conta da criança. O utilizador adulto pode ser o pai, a mãe ou um  tutor legal. A conta não tem qualquer valor mínimo de abertura e, depois de o processo estar terminado, basta esperar pelo cartão Revolut Júnior, entregue em casa em poucos dias, ativar na aplicação e começar a utilizar. 

A Revolut Junior ensina os miúdos, e descansa os pais

Os pais de hoje certamente vão lembrar-se daqueles momentos em que recebiam a semanada ou mesada e depois tinham de responder a várias perguntas dos pais que queriam saber onde tinham gasto o dinheiro. Agora, enquanto pais, também eles têm as mesmas dúvidas, que podem ficar esclarecidas com a ajuda da Revolut Júnior. 

É que, através da aplicação, à qual os pais também terão acesso através de um separador na sua app da Revolut, eles vão poder saber exatamente onde  os filhos gastaram o dinheiro. Além disso, vão poder colocar alguns limites aos gastos que eles estão autorizados a fazer, definindo ainda se podem fazer compras online ou levantamentos no Multibanco.

Já os miúdos, especialmente os mais novos, vão poder ter, pela primeira vez, autonomia para gerir o seu próprio dinheiro, tal como se fossem um adulto. Vão poder fazer poupanças consoante os seus objetivos, comprar presentes para si próprios — ou até para oferecer aos amigos ou família.

Outra das grandes vantagens para as famílias é que podem criar uma dinâmica construtiva ao definir tarefas pelas quais os mais novos podem ser recompensados. Os adultos podem, por exemplo, estabelecer tarefas como “fazer todos os trabalhos de casa” ou “arrumar o quarto” e, se eles as cumprirem, são recompensados de forma automática com uma soma definida previamente pelos pais ou tutores. Esta funcionalidade está disponível apenas nos planos Premium e Metal da Revolut, que pode ficar a conhecer através do site

A aplicação Revolut está disponível para telemóveis com sistema operativo iOS e Android, gratuitamente. Para saber mais informações e criar uma conta Revolut Júnior, clique no link. 

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.