Sair de casa dos pais é um processo sério. E assustador. Sobretudo se ponderar ir viver para o centro de uma cidade, como estudante ou jovem trabalhador, e, pior ainda, se essa cidade for o Porto, uma das mais caras do País. Pagar renda, luz, água, alimentação e conseguir ter algum dinheiro de sobra é ginástica pura. Mas há formas de poupar, até onde parece mais difícil: no alojamento. Nós damos umas dicas.

Em termos práticos, não há como fugir aos preços de um centro de cidade. Tudo é mais caro. O que acontece muitas vezes é que, por não conhecer a zona e pelo receio de acabar a jantar num restaurante sem grandes condições, recorre aos espaços mais conhecidos — e que, muitas das vezes, não são os mais baratos (nem os melhores).

Se tem o dinheiro contado, mas tem vontade de viver e de conhecer a cidade, propomos algumas opções económicas para o dia-a-dia, que podem ajudar a poupar. Zonas de estacionamento gratuitas, espaços para praticar exercício ao ar livre, restaurantes com pratos do dia ou doses que podem servir para duas refeições e, ainda, — porque manter o convívio é importante — cafés, onde pode passar tempo com os amigos sem pagar 4€ por uma cerveja.

Cedofeita: Bom, bonito e acessível

Cedofeita é uma das zonas mais antigas da cidade do Porto e conta com diferentes pontos turísticos. Apesar de não ter acesso direto pela autoestrada, está a poucos minutos da saída do Covelo (A4) ou do Campo Alegre (Via de Cintura Interna). Contudo, pela localização próxima ao centro histórico da cidade, e consequente falta de estacionamento gratuito, a  forma mais fácil de se movimentar é de transportes públicos. 

Cedofeita oferece acesso à estação de comboios, autocarros e metro, dependendo da zona. Além disso, se for fã de boas caminhadas, pode dirigir-se à zona da baixa do Porto a pé.

O melhor? Ainda que este seja um bairro próximo do centro da cidade, mantém alguns espaços com opções (mais) acessíveis. O segredo é recorrer à tradição e não cair nas ofertas para turistas. Damos-lhe alguns.

Exercitar sem pagar (ou pagar pouco)

Praticar exercício físico ao ar livre, além de ser bom para a carteira, é excelente para a saúde. Se é fã de grandes corridas, o ideal é apanhar o 502 e viajar até ao Parque da Cidade do Porto. Para corridas mais curtas ou caminhadas leves, é só sair de casa e aproveitar a qualidade de vida que a cidade oferece.

Um dos melhores locais para o fazer é o Jardim de Teófilo Braga, mais conhecido como Jardim da Praça da República. Além de ser um espaço amplo, excelente para a prática de exercício físico, está rodeado por esculturas e pontos de visita, como a Fonte dos Leões.

Almoçar ou jantar fora

Na zona de Cedofeita, o que não falta são opções. Mas se é para poupar, o melhor é seguir os espaços mais tradicionais. Ainda que esteja a poucos minutos do centro, Cedofeita é rica em restaurantes e cafés antigos, com preços acessíveis.

Uma boa opção para poupar, sobretudo à hora de almoço, é optar por espaços que sirvam o prato do dia, tal como é o caso da Confeitaria Nandinha, na Rua de Serpa Pinto, que conta com uma ementa com hambúrguer no prato a partir dos 6,50€, acompanhado de salada, arroz ou batata frita.

Além das opções clássicas, pode também encontrar espaços trendy, mas com opções económicas. O Consulado, reconhecido pelas panquecas e tostas, possui um menu de brunch que inclui 2 panquecas, ovos mexidos e bacon, uma bebida fria e uma bebida quente, tudo por 10€.

Tirando estas sugestões, pode ainda visitar o Centro Comercial de Cedofeita e optar por um dos espaços de refeições típicos deste centro.

Conviver com amigos

Quantos de nós não adoram começar a manhã com um pão fresquinho e um café moído na hora? Só que este é um prazer que, muitas vezes, custa mais do que o que se pode pagar. Sobretudo, quando optamos pelas pastelarias mais centrais (que nem sempre são as melhores), onde vão também os turistas.

Porém, não tem de esquecer este prazer. Por vezes, basta atravessar a rua para que o menu se torne bem mais económico. A Pastelaria Cristal é um destes exemplos. Fica na Rua de Cedofeita e dispõe de um menu de pequeno-almoço com meia de leite e pão com manteiga por 1,20€.

Para um copo ao final do dia ou depois do jantar, o Adega Sports Bar é uma opção acessível, com cerveja a partir de 1€ e copo de vinho a partir de 1,50€, existindo uma oferta muito variada. Como o próprio nome indica, este é o espaço perfeito para assistir a um jogo de futebol, por exemplo, e conviver com amigos.

Viajar de Cedofeita para o resto da cidade

A vantagem de estar a viver ou até a estudar numa zona próxima do centro da cidade é que, mesmo que não queira gastar dinheiro em transportes públicos, pode passear de forma gratuita – a pé. Dependendo da zona de onde parte, há trajetos que, além de rápidos, são agradáveis. No entanto, se preferir, estes são alguns dos locais que pode visitar, deslocando-se através de transportes públicos.

Como chegar a Santa Catarina: a baixa do Porto é uma das principais atrações do centro da cidade e dá acesso a outros igualmente importantes, como a zona dos Aliados ou a Ribeira do Douro. Dependendo da zona em que se encontra, poderá seguir a pé — num percurso que não demorará mais do que 20 minutos — ou apanhar o 502, sair na paragem ‘Jornal de Notícias' e caminhar 300 metros até à baixa.

Como chegar à praia de Matosinhos: Matosinhos fica a 20 minutos de carro de Cedofeita, dependendo sempre do trânsito e do ponto exato de onde parte. E ainda que o tempo de transportes seja superior (mais ou menos 50 minutos), se adora praia, vale sempre a pena o esforço para dar um mergulho no norte do país. 

Para lá chegar, pode seguir na linha azul do metro, em direção a Senhor de Matosinhos, sair na paragem ‘Matosinhos’, ou apanhar o autocarro 502 e sair na paragem ‘S. Pedro’.

De qualquer das formas, é importante que verifique sempre na aplicação de GPS o transporte mais indicado, de acordo com o horário e a sua localização.

Gosta muito do centro da cidade, mas ainda não encontrou casa?

Se é importante economizar nas escolhas do dia-a-dia, é duas vezes mais importante fazer a escolha certa na hora de alugar uma casa ou um quarto.

Criada em 2019, a plataforma Inlife permite ajudar nessa tarefa. É uma ferramenta que disponibiliza vários filtros e, por isso, permite que se concentre naquelas que são as opções que se encaixam no seu orçamento e na zona onde deseja encontrar casa. 

Além disso, permite visitar o apartamento à distância, através de uma videochamada. Evita gastos desnecessários e pode colocar todas as questões que precisar - como, por exemplo, a exposição solar da habitação ou o tipo de isolamento. Fatores que, na época de maior frio, ajudam a poupar nos gastos com aquecimento.

Os vários filtros disponíveis na plataforma permitem condicionar a área — por exemplo, Cedofeita — e indicar o valor máximo que está disposto a despender.

Estas são algumas sugestões de quartos nesta área.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.