Nem sei por onde começar a falar desta viagem incrível ao sudeste asiático. Mas se querem muito ir lá, há 10 coisas que precisam de saber sobre a Tailândia e é exatamente por aí que vou começar.
A melhor altura para irem visitar o pais é entre novembro e março, quando as temperaturas rondam os 25 e os 32 graus, e a probabilidade de chuva é mínima. Obviamente que depende da zona para onde vão, mas no geral podem confiar neste meses para aproveitar ao máximo.

A moeda utilizada é o Bahts e por isso aconselho-vos a levar dinheiro para não pagarem um dinheirão de taxas de multibanco. Por cada levantamento têm de pagar 220 bahts, cerca de 6€. E atenção à taxa de conversão! Se tiverem um cartão Revolut no momento em que forem levantar rejeitem a taxa de conversão e assim será o cartão a fazer esse serviço e não o ATM. Claro que têm de pagar uma taxa, mas não é tão elevada quanto a do operador de ATM.

Ainda sobre dinheiro, a minha próxima dica é instalarem uma app para converter dinheiro. Vai dar mesmo muito jeito durante toda a viagem. Sim, até porque na Tailândia tudo é negociável! A sério, tudo mesmo. Se querem ir visitar o país é bom que tenham jeito para regatear de forma a não serem enganados. Este é a dica mais importante para visitar o país.

A Tailândia está a 6.173 quilómetros de distância de Portugal por isso levem roupa confortável, snacks para irem matando a fome (eu normalmente não gosto da comida que servem no avião) e uma escova de dentes. Não, não é exagero — se não têm um jato privado, são 16 horas de viagem.

Por falar em conforto, faz parte da cultura tailandesa tirar os sapatos antes de entrar em alguns estabelecimentos como hotéis, lojas e massagens. Tenham atenção ao local onde estão e se veem prateleiras com muitos sapatos, o melhor é tirarem os vossos de forma a respeitarem o povo e os seus costumes.

Levem repelente. Depende do local para aonde vão, mas como há muita vegetação também há muitos mosquitos e não queremos passar a viagem desconfortável com comichão e irritabilidade na pele.

ilhas que são dominadas por animais. Koh Lipe, chamada as Maldivas da Tailândia, é dominada por cães e a Koh Phi Phi tem uma praia repleta de macacos, que lhe dão o nome Monkey Beach.
Ainda sobre esta última praia, e sendo algo diferente do que estamos habituados, atenção pois há macacos e é importante que tenham cuidado com os animais. Eles puxam-nos os cabelos, roubam comida e o que tivermos à mão e mordem... por isso, tenham algum cuidado para não ficarem com uma marca menos boa das férias.

As ilhas Phi Phi formam um arquipélago composto pelas ilhas Phi Phi Don e Phi Phi Leh. A primeira é a maior ilha, pelo que é onde se encontram os hotéis, bares, restaurantes. Pelo contrário, a última é onde fica a reserva natural Maya Bay onde não há uma única infraestrutura e nem é permitido dormir nem acampar. Por isso, se é para lá que vão, preparem a marmita antes.

Por fim, a minha última dica é que sejam do contra. Sejam contra a tortura de animais e contra a tendência dos turistas de andar em cima dos elefantes. É uma das maiores atrações turísticas na Tailândia e não entendo quem o continua a aceitar. Os animais estão a trabalhar horas seguidas com um calor horrível e na maioria das vezes subnutridos e desidratados. Por isso, espero que optem por um passeio de moto 4 com um guia local que é bem mais atrevido, desafiador e temos a certeza de que não estamos a magoar nenhum animal indefeso.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.