8 da manhã em Angra do Heroísmo, mais uma hora em Portugal continental. As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera apontavam para uma probabilidade de chuva acima dos 90% e assim aconteceu. A MAGG acompanhou as gravações de "Senhora do Mar", novela que a SIC estreia esta segunda-feira, 5 de fevereiro.

Mesmo com a precipitação a obrigar a equipa comandada pelo realizador Manuel Amaro da Costa a pausas, mudanças de planos e o constante abre e fecha de guarda-chuvas gigantes, Sofia Ribeiro e Afonso Pimentel, protagonistas da trama assinada por João Matos e Raquel Palermo, bem como Júlia Palha, cumpriram as suas cenas.

"Senhora do Mar”. Conheça a história cheia de suspense da nova novela da SIC que vai mostrar o melhor dos Açores — Saiba quando estreia
"Senhora do Mar”. Conheça a história cheia de suspense da nova novela da SIC que vai mostrar o melhor dos Açores — Saiba quando estreia
Ver artigo

Em "Senhora do Mar", Manuel (Afonso Pimentel) é o filho rebelde da toda-poderosa família Bettencourt. Afastado dos negócios da família, é dono de uma vacaria e, além do ar descontraído, de homem do campo, tem outro elemento distintivo. O todo o terreno que os telespectadores vão poder ver numa das cenas chave do primeiro episódio. O veículo, um Land Rover de 1959, é também uma personagem, não só por ser um carro de coleção mas também por ser especialmente difícil de conduzir, devido às suas características mecânicas.

Afonso Pimentel com Rui Campos, proprietário do Land Rover usado em
Afonso Pimentel com Rui Campos, proprietário do Land Rover usado em "Senhora do Mar" créditos: Tiago Caramujo / SIC

Rui Campos é dono do veículo, a quem carinhosamente apelida de "Landinho" ou "o meu velhinho". Economista de formação, mudou-se do Porto para a Terceira há 15 anos e, com ele, veio o Land Rover. O carro foi-lhe oferecido pelo pai quando completou 18 anos e desde então viveu aventuras que os 74.367 quilómetros marcados no contador não podem contar.

"Perguntar os quilómetros a um carro é como perguntar a idade a uma senhora (risos)!", diz o empresário, que tem um negócio de ligado à área do turismo, a Azores Xperiences. Rui conta que o Land Rover Série 2, que já não é fabricado, foi uma escolha da produção. "Apresentei várias opções e escolheram o mais velhinho".

Apesar de usar o carro para passeios turísticos, a condução fica sempre a cargo de Rui Campos. Na novela, porém, teve de confiar na perícia de Afonso Pimentel para domar o veículo, o que o empresário revela ter sido uma "agradável surpresa". "O Afonso guia muito bem. Normalmente não deixaria ninguém conduzir aquele carro, mas o Afonso foi a pessoa certa. Outro não ia dar. Ele também ficou contente com a escolha, nota-se que tem respeito pelo carro. Tanto que, outro, dia, arranhou ligeiramente ao meter a embraiagem e veio logo pedir-me desculpa", conta o empresário. O Land Rover que os portugueses vão poder ver na novela da SIC "Senhora do Mar" tem um valor de mercado "entre 40 mil a 50 mil euros", revela ainda Rui Campos.

Afonso Pimentel é Manuel Bettencourt em
Afonso Pimentel é Manuel Bettencourt em "Senhora do Mar" créditos: Tiago Caramujo / SIC

No intervalo das gravações, e antes de uma cena em que aparece a conduzir o Land Rover, Afonso Pimentel confessa estar "muito feliz" com a escolha do veículo da sua personagem. "Eu ligo muito a estas coisas. Gosto muito de motores. O Rui diz que não deixa ninguém conduzir aquele carro e já me veio dar os parabéns. Aquilo é mesmo difícil. É uma máquina diferente. É muito antiga, tem umas manhas. Isto pode não dizer nada a muitas pessoas. Para mim, acho fixe. São máquinas mesmo muito diferentes. São difíceis de controlar, tens consciência de que estás a conduzir um carro", conta o ator.

Quase 30 anos depois, Afonso Pimentel regressa ao arquipélago onde fez o seu primeiro trabalho. O ator tinha apenas 13 anos quando protagonizou "Adeus, Pai", um dos filmes mais marcantes do cinema português.

"É um grande desafio quando te mandas para sítios como os Açores. Estreei-me a filmar nos Açores aqui nesta ilha e em São Miguel". O ator refere que as circunstâncias únicas do arquipélago — nomeadamente as climatéricas — são ultrapassadas quando se conhece a magia dos Açores. "A partir do momento em que aceitas que estás num sítio especial... isto não são balelas. A ilha está mesmo viva. Há determinadas zonas em que colocas a mão no chão e está quente. Há terramotos quase todos os dias, a malta é que não os sente. Para mim, é muito fixe estar num sítio especial assim a filmar", admite o protagonista de "Senhora do Mar". Afonso Pimentel elogia a capacidade de Manuel Amaro da Costa e da equipa técnica da SP Televisão em "arranjar soluções" para conseguir trabalhar contornando as condições climatéricas por vezes adversas.

Sofia, a Senhora do Mar, tem "uma ligação muito grande a Nossa Senhora de Fátima"

Joana Pedrosa é a primeira protagonista de Sofia Ribeiro desde que chegou à SIC. A atriz de 39 anos deixou a TVI em janeiro de 2023, ao fim de 15 anos de ligação à estação. Dos colegas de elenco, muitos dos quais com quem nunca tinha trabalhado, Sofia Ribeiro destaca a experiência de trabalhar com Rita Blanco, de quem é "mega fã".

"Confesso que estava com algum receio porque já me aconteceu admirar imenso colegas enquanto profissionais, depois conhecê-los enquanto pessoas e ficar um bocadinho desiludida. Mas a Rita... eu fiquei encantada! Se era fã, fiquei ainda mais fã. Ela é divertida, espontânea", salienta Sofia Ribeiro, que destaca ainda o bom ambiente de trabalho dentro da equipa.

Sofia Ribeiro dá vida a Joana Pedrosa em
Sofia Ribeiro dá vida a Joana Pedrosa em "Senhora do Mar" créditos: Tiago Caramujo / SIC

A personagem de Sofia Ribeiro é vítima de violência doméstica, perpetrada pelo marido Alexandre Borges (Pedro Hossi). Sofia Ribeiro explica que se inspirou em casos "que tem à sua volta" e que conversou com vítimas de agressões físicas e emocionais para construir Joana.

Logo no primeiro episódio, a personagem principal da nova trama da SIC foge e, após uma série de peripécias, acaba por ir parar à ilha Terceira. Um equívoco, uma criança desaparecida e a religiosidade da população local fazem com que a chegada de Joana seja vista como um milagre. Sofia Ribeiro vai ser, pelo menos até determinada altura da história, a Senhora do Mar.

Devota de Nossa Senhora de Fátima, a atriz refletiu sobre o papel da fé na sua vida. "Não sendo católica, faço as minhas orações todos os dias, à minha maneira. Tenho uma ligação muito grande a Nossa Senhora de Fátima, acredito em Deus, não necessariamente na ideia que temos de Deus, mas numa força superior a nós. Gosto muito de Iemanjá. Parece que se alinhou tudo e está na energia desta novela". Sofia Ribeiro salienta que a que a questão da religião é abordada de forma "muito respeitosa". "O objetivo não é ferir suscetibilidades nem troçar ou diminuir as crenças."

Em "Senhora do Mar", a personagem de Sofia Ribeiro apresenta-se praticamente sem maquilhagem e com visuais muito minimalistas. Uma opção que a atriz aprova e que diz ter que ver com a forma como está no seu dia a dia. "Eu adoro esse lado de desmontar as coisas. A Joana não é uma mulher descuidada. Está num momento frágil da sua vida, mas também nunca foi uma mulher que se preocupasse muito em maquilhar-se. Acho isso muito interessante, desmontarmos esse lado de que, em novela, temos de estar sempre muito arranjados, maquilhados, quase 'bonecos'. Agrada-me porque não demoro quase tempo nenhum na maquilhagem e no guarda-roupa. É perfeito. Pesa menos, é tudo muito mais leve", conta a protagonista da nova trama da SIC.

Veja as fotos das gravações de "Senhora do Mar"

Fotos: Tiago Caramujo / SIC

* A MAGG viajou até à Terceira a convite da SIC 

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.