Em 2013, um acidente com um comboio cheio de combustível, na pequena cidade de Lac-Mégantic, no Quebéc, causou várias explosões no centro da cidade. Morreram 47 pessoas e ficaram destruídos alguns dos espaços emblemáticos da cidade como a biblioteca municipal e um banco histórico, para além de casas e empresas.

Para ilustrar a cena de um ataque a uma cidade no filme "Às Cegas", foram utilizadas imagens desse grave incidente, o que deixou muitos canadianos incomodados. Não era a primeira vez que estas imagens eram utilizadas em conteúdos produzidos pela Netflix — uma semana antes do lançamento do filme, era possível ver estas mesmas imagens num episódio da terceira temporada da série "Viajantes no Tempo", também lançada no final de 2018.

Julie Morin, presidente da Câmara Municipal de Lac-Mégantic disse, em declarações ao jornal canadiano "The Globe and Mail", que a utilização destas imagens era uma falta de respeito. "Já é difícil para os nossos cidadãos verem estas imagens quando são usadas de forma normal e respeitosa, nas notícias. Agora imaginem terem de ver [estas imagens usadas num conteúdo] de entretenimento, como se isto tivesse sido inventado", terá acrescentado ainda.

Se as imagens do episódio de "Viajantes no Tempo" foram imediatamente removidas, o mesmo não aconteceu com o filme "Às Cegas" — a plataforma de streaming recusou-se a remover as cenas utilizadas no filme.

"Às Cegas". O novo sucesso da Netflix poderia ter um final bem mais perturbador
"Às Cegas". O novo sucesso da Netflix poderia ter um final bem mais perturbador
Ver artigo

No entanto, algo terá feito mudar a Netflix de ideias, de acordo com o site "The Wrap". "A Netflix e os realizadores de 'Às Cegas' decidiram substituir o clipe. Pedimos desculpa por toda a dor causada à comunidade de Lac-Mégantic", disse a empresa, num comunicado, tendo acrescentado ainda que poderá demorar umas semanas até as imagens serem substituídas na plataforma, a nível mundial.

Em resposta a esta comunicado, Nathalie Roy, ministra da cultura e da comunicação do Quebéc, não só mencionou no Twitter que esta decisão era já esperada como referiu ainda que "isto é a prova de que ao estarmos unidos e juntarmos esforços, tudo é possível."

https://twitter.com/NathalieRoyCAQ/status/1106196930852470784

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.