Na tarde desta quinta-feira, 6 de janeiro, o Big Brother introduziu uma dinâmica alusiva ao Dia de Reis. Os concorrentes deveriam eleger, de forma individual, o rei e a rainha da casa. Quando chegou a vez de Jaciara nomear os monarcas, a ex-mulher de Deco acabou por fazer revelações não só quanto a traumas passados, como a problemas atuais. Coroas atribuídas, Bruno de Carvalho e Leandro envolveram-se numa altercação — talvez a maior até agora.

O cantor voltou a insistir na ideia de que não foi para o "Big Brother" para fazer amigos. Esta afirmação levantou questões por parte dos colegas e Bruno de Carvalho, atual presidente (uma espécie de líder) da casa, aproveitou para dar a sua opinião. Começou por dizer que não concorda com a "brincadeira de mentira" que está a ser feita por Leandro, o que aqueceu os ânimos.

Bruno de Carvalho e Jaciara em confronto. "Brincadeira ofensiva comigo eu não aceito"
Bruno de Carvalho e Jaciara em confronto. "Brincadeira ofensiva comigo eu não aceito"
Ver artigo

"Vê como é que falas", atirou logo o cantor. "Todos nós aqui, à nossa maneira, nos estamos a borrifar para a tua estratégia", esclareceu Bruno, acusando Leandro de dizer que recebe ordens diretas da produção e que é infiltrado no jogo. "Há limites", alertou. "Isto é teu? Porquê? Porque tu dizes? Para mim, não falas. Eu falo o que eu quiser", retorquiu Leandro.

"Disseste que tinhas sido pago pela produção para fazer o que me andas a fazer", esclareceu Bruno. "Todos nós estamos impedidos de falar de muita coisa", disse, referindo-se aos contratos que cada um assinou antes de entrar. "Não vim para aqui para te aturar", garantiu Bruno a Leandro, que, por sua vez, afirmou: "Vais levar comigo".

Leandro acusou Bruno: "Tu és apenas alguém que chegou aqui para limpar o que deixou lá fora". Nuno Homem de Sá não gostou da intervenção e entrou na conversa. "A sério? Precisas de ir por aí? Estás a puxar coisas que não têm nada que ver", avançou, mais tarde esclarecendo que, para si, Leandro "não tem visão de jogo e vai-se estampar". Entre acusações de burrice e ameaças soltas, o ambiente mudou de forma radical.

"Venho cheia de traumas na minha vida", desabafa Jaciara

Jaciara foi coroada rainha pelos cantores Leandro e Jay Oliver, o DJ Hugo Tabaco e as atrizes Catarina Siqueira e Marta Gil. As cinco coroas que recebeu tornaram-na a rainha da casa, de modo geral. Partilha o trono com Jardel, a quem atribuiu a coroa de rei. Já a escolha de Jaciara para a rainha da casa foi o que suscitou a sua introspeção.

Jaciara nomeou Marta Gil como a sua rainha, mas não se ficou por aqui. Acabou por revelar que se sentia excluída pela atriz, algo que a perturbou bastante nos seus primeiros dias na casa. "Eu julguei que ela não gostava de mim, chorei várias vezes", admitiu, perante os restantes concorrentes. A empresária acabou por se aperceber que tudo não passava da sua imaginação.

"São os meus traumas, a minha insegurança de achar que as pessoas não gostam de mim", explicou, adiantando que criou uma barreira perante Marta, que achava que não poderia ultrapassar por falta de vontade da atriz. "Foi algo que estava me incomodando, me deixando muito triste", desabafou, explicando que só agora interveio por ter estado à espera do "momento certo".

Marta Gil, por sua vez, mostrou-se surpreendida com a revelação da colega. "Eu acho que às vezes não temos noção do que é que causamos nos outros", relembrou, admitindo não ser "a pessoa mais querida à face da Terra". Agradeceu a Jaciara pela honestidade e pediu perdão. "Peço desculpa se te causei alguma coisa", disse, sentindo-se "um bocado emocionada".

"Vou sair daqui vencedora"

Depois de reconhecer o erro de perceção quanto à atitude de Marta, Jaciara aproveitou para se abrir com os colegas. "Eu venho cheia de traumas na minha vida, mas eu tento fugir desses traumas, da mania da perseguição", começou por explicar, considerando estar a conseguir romper "várias barreiras". "Eu vou sair daqui vencedora, quebrar os meus medos, e tirar os meus chicotes, porque eu tenho todo o dia um chicote me batendo", continuou.

A empresária relembrou a altura em que abandonou Portugal rumo ao Brasil, dizendo que, ao fazê-lo, deixou para trás a sua versão favorita de si mesma: "Quando fui embora daqui de Portugal, deixei a Jaciara que eu mais amei na minha vida e aquilo que eu sou", disse, referindo-se à Jaciara "amiga, humilde, que gosta de servir, de estar perto das pessoas". E, por esse motivo, quis voltar para Portugal.

"Porque eu quero a Jaciara que está aqui, não a que está lá no Brasil, fazendo as pessoas que eu mais amo sofrer, ter raiva de mim, mostrando ser uma Jaciara gananciosa, que só quer estar perto das pessoas que têm dinheiro, porque eu não sou assim", garantiu. O dinheiro, esse, trouxe-lhe a capacidade, segundo a mesma, de ajudar quem ama e até quem não conhecia.

"Foi necessário para mim para curar os meus dois irmãos do álcool e da droga, para dar uma casa para a minha mãe, para ter uma vida melhor", explicou. Marta Gil acabou por retribuir a coroa e as duas trocaram elogios, dizendo que foi conquistado respeito, admiração, coragem e nobreza.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.