Cleo Smith, desaparecida desde 16 de outubro, foi encontrada esta segunda-feira, 2 de novembro. A menina de quatro anos estava, afinal, trancada numa casa em Carnarvon, localidade da Austrália Ocidental. A polícia local já deteve um homem e o vice-comissário, Col Blanch, partilhou que Cleo Smith foi encontrada durante a madrugada.

A descoberta aconteceu durante uma busca a uma casa localizada a cerca de 70 quilómetros do parque de campismo onde Cleo tinha desaparecido. "Uma equipa da polícia entrou numa casa trancada em Carnarvon pela 1h da manhã", revelou o vice-comissário. “Eles encontraram a pequena Cleo num dos quartos”, acrescentou.

“Um dos polícias agarrou-a nos braços e perguntou ‘como é que te chamas?’. Ao que ela respondeu: ‘o meu nome é Cleo’”, continuou Col Blanch. O homem que detiveram encontra-se a ser interrogado pelas autoridades. "Este é o resultado que todos esperámos e orámos", disse o vice-comissário. "É o resultado que alcançámos por causa de um trabalho incrível da polícia".

Polícia alemã descobre cave junto à casa do suspeito do rapto de Maddie. A ideia seria fazer uma masmorra
Polícia alemã descobre cave junto à casa do suspeito do rapto de Maddie. A ideia seria fazer uma masmorra
Ver artigo

A menina de quatro anos desapareceu na manhã do dia 16 de outubro, enquanto acampava com a família num parque de campismo. As pistas iniciais levavam a crer que a criança se teria perdido, mas, com o avançar das buscas, as autoridades  começaram a tratar o caso como um rapto.

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, recorreu à rede social Twitter para expressar o alívio sentido: "Que notícia maravilhosa e que alívio. A Cleo Smith foi encontrada e está em casa, sã e salva. As nossas preces foram ouvidas. Um agradecimento às autoridades envolvidas em encontrar a Cleo e em apoiar a sua família."

Também Ellie Smith, mãe da criança de quatro anos, partilhou na sua conta pessoal de Instagram uma fotografia da filha, com a legenda "A nossa família está completa novamente".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.