Portugal tem estado sob uma vaga de frio que já levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a anunciar aviso amarelo até às 12 horas desta quarta-feira, 13 de janeiro, devido à "persistência de valores baixos da temperatura mínima". Para esta segunda-feira, 11, as mínimas vão oscilar entre os -3ºC em Bragança e na Guarda e os 3ºC em Faro e Lisboa. Já as máximas, só vão chegar, no máximo, aos 14ºC, em Faro.

Apesar das temperaturas baixas e da previsão de "formação de gelo ou geada, em especial no interior", o IPMA revela que em Portugal Continental o céu vai estar "geralmente limpo" e com vento fraco a moderado de norte/nordeste, cujas rajadas podem atingir os 80 quilómetros por hora até ao final da manhã.

Enquanto na região Norte e Litoral Centro a temperatura mínima vai descer, melhores notícias vão para o Algarve, cuja temperatura máxima sobe esta segunda-feira, segundo o IPMA.

Quanto às ilhas, a Região Autónoma da Madeira está também sob alerta amarelo devido à previsão de neve nos pontos mais altos da ilha e nos Açores as temperaturas são amenas, razão que coloca o arquipélago em aviso verde.

Espinafres ou cogumelos? Seis receitas de sopas ideais para os dias de frio
Espinafres ou cogumelos? Seis receitas de sopas ideais para os dias de frio
Ver artigo

De acordo com a previsão alargada do IPMA, na última semana do mês, de 25 a 31 de janeiro, "prevêem-se valores acima do normal para praticamente para todo o território", revela o relatório, que aponta para temperaturas entre os 0 e 3ºC "com exceção de alguns locais junto à faixa costeira ocidental".

Portugal e vários países da Europa — particularmente Espanha, que enfrentou o maior nevão em décadas e um frio extremo que chegou aos -34,1º em Cem Clot del Tuc de la Llança, nos Pirinéus, na província de Lérida — estão a sofrer com a vaga de frio e a registar cenários de neve como há muitos anos não se viam, enquanto na Grécia é o calor que se faz estranhar para esta altura do ano.

No país, o termómetro tem registado temperaturas acima dos 20ºC, chegando mesmo aos 26ºC no norte de Creta, a maior ilha da Grécia. Já em Atenas, capital grega, as temperaturas rondaram os 23ºC. Estes valores são superiores em cerca de 15ºC do que é normal, fazendo do mês de janeiro de 2021 o mais quente dos últimos 50 anos.

15 filmes perfeitos para ver enrolado nos cobertores e fugir ao frio
15 filmes perfeitos para ver enrolado nos cobertores e fugir ao frio
Ver artigo

As temperaturas elevadas, que se devem à passagem de uma massa de ar quente proveniente de África, levaram centenas de pessoas à praia (provocando um ajuntamento desaconselhado em tempos de pandemia de COVID-19), mas a onda de calor está prestes a desaparecer. As previsões apontam para uma descida de temperatura na Grécia a partir desta terça-feira, 12 de janeiro.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.