Depois de António Costa anunciar esta segunda-feira, 22 de junho, as novas regras restritivas para a Grande Lisboa, de forma a conter o aumento do número de casos por COVID-19 nesta região, já se sabem os valores das coimas para quem desrespeitar as novas regras. Assim, quem estiver na rua a conviver com um grupo de mais de dez pessoas ou a beber álcool a partir das 20 horas, pode ser multado, e obrigado a pagar entre 120€ a 350€, avança o "Público".

O valor definitivo das multas ainda irá ser aprovado em Conselho de Ministros esta quinta-feira, mas as coimas só entram em vigor à meia-noite do próximo domingo, ao contrário das regras restritivas na região da Grande Lisboa, que já devem estar a ser cumpridas pela população.

COVID-19. Cafés e lojas de Lisboa passam a fechar às 20 horas
COVID-19. Cafés e lojas de Lisboa passam a fechar às 20 horas
Ver artigo

Foi depois de uma reunião de mais de cinco horas entre o primeiro-ministro e cinco autarcas da Grande Lisboa, esta segunda-feira, que as novas medidas foram anunciadas. Para além da proibição de aglomerados com mais de dez pessoas, todos os estabelecimentos comerciais da região devem encerrar às 20 horas, com exceção dos restaurantes. O consumo de álcool é proibido na rua e nas esplanadas a partir da mesma hora, bem como a sua venda, e mesmo os restaurantes só podem manter-se abertos para servir refeições, e não apenas bebidas alcóolicas.

Com a hipótese do cerco sanitário afastada, para já, em Lisboa e Vale do Tejo, o primeiro-ministro não considera que existam "dois pesos e duas medidas" no País, e explica que o problema atual está em 15 freguesias já verificadas na mesma região.

"Foi uma reunião de trabalho muito útil porque nos permitiu localizar com grande rigor a dimensão do problema. O núcleo do problema centra-se em 15 freguesias do conjunto destes concelhos e em várias dessas freguesias é possível localizar as áreas residenciais onde há uma incidência particular", salientou António Costa, que acredita que com estas novas medidas se consiga ter "os efeitos úteis da cerca sanitária", sem declarar a restrição.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.