Há quem diga que é péssimo com nomes, mas que nunca esquece uma cara. Mas será mesmo? É que há uma estirpe de pessoas que se enquadra no grupo "super reconhecedores", mas são poucas as pessoas que cabem dentro desta definição. Mais concretamente, serão menos de 1%.

Quem o diz é Josh Davis, professor de psicologia da Universidade de Greenwhich do Reino Unido. Em declarações ao "Yahoo", explica que é ínfima a percentagem de pessoas que consegue ver um rosto e memorizá-lo, de forma a lembrar-se dele anos depois.

Só as pessoas com uma visão perfeita conseguem ler estas 8 palavras. Faça o teste
Só as pessoas com uma visão perfeita conseguem ler estas 8 palavras. Faça o teste
Ver artigo

O mesmo professor criou um teste para conseguir detetar a parte da população que tem esta espécie de super poder. Demora cerca de cinco minutos e é muito simples: tem oito segundos para memorizar uma cara e, de seguida, terá de conseguir identificá-la quando esta surgir num grupo de oito. Depois, é repetir o processo, com outros rostos e diferentes níveis de dificuldade, mais 13 vezes.

Se acertar todas, ainda não é certo de que faça parte da elite dos especialistas em reconhecimento facial. Porém, se tiver uma pontuação igual ou superior a dez, é porque está no bom caminho — e, quem sabe, poderá juntar-se à polícia, uma vez que estes especialistas são utilizados para identificar suspeitos em imagens de vídeo vigilância, pelo menos no Reino Unido.

Curioso para saber? Vamos a isso — faça o teste para saber se é um especialista em reconhecimento facial.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.