António Costa não vai estar presente nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. De acordo com informações avançadas pelo gabinete do primeiro-ministro, este começou a apresentar sintomas febris, "embora não haja motivos para preocupação", avançou em direto a CNN Portugal. O gabinete do chefe do executivo não adiantou, contudo, se se trata de COVID-19.

Encontro entre António Costa e Zelensky já terminou. "Temos valores iguais, de vida e de liberdade"
Encontro entre António Costa e Zelensky já terminou. "Temos valores iguais, de vida e de liberdade"
Ver artigo

Já em Braga, onde acontecerão esta quinta-feira, 10 de junho, as celebrações, o presidente da República adiantou mais pormenores do estado de saúde de António Costa. "Não é uma doença grave, mas está doente. É prudente e o médico entendeu que o senhor primeiro-ministro ficasse a repousar e a recuperar", explicou Marcelo Rebelo de Sousa, revelando ainda que o primeiro-ministro precisa de "dois ou três dias para recuperar".

O primeiro-ministro português, que já falhou a presença na feira de Agricultura de Santarém esta quarta-feira, 9 de junho, devido a este problema de saúde, tinha agendadas duas presenças nas celebrações do Dia de Portugal, em Londres e em Braga.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.