Desde maio, altura em que foram reabertas ao público as cerimónias religiosas no Santuário de Fátima, que o recinto não atingia a lotação máxima. O que veio a acontecer este domingo, 13 de setembro, para as celebrações da penúltima aparição da Virgem aos pastorinhos.

O Santuário foi obrigado a bloquear os acessos aos peregrinos após a nova lotação, fruto do plano de contingência criado em contexto de pandemia, ter sido atingido.

COVID-19. 50 trabalhadores do Santuário de Fátima em risco de perder o emprego
COVID-19. 50 trabalhadores do Santuário de Fátima em risco de perder o emprego
Ver artigo

Em declarações ao Público, a porta-voz do Santuário, Carmo Rodeia, revelou que os acessos ao recinto foram bloqueados pelo corpo de vigilantes e acolhedores do Santuário, com a ajuda da GNR. A mesma representante afirma ainda que a lotação máxima do Santuário de Fátima segue as orientações definidas pela Conferência Episcopal Portuguesa e a Direcção-Geral da Saúde e corresponde a “um terço do espaço” habitualmente acessivel aos peregrinos num período pré-pandemia, nao especificando contudo qual o número exato.

Santuário de Fátima
Imagens do Santuário transmitidas pela SIC mostram enchente créditos: SIC

Números de contágio e mortes novamente em crescimento

Os números da covid-19 têm vindo a aumentar nos últimos dias. De acordo com o boletim epidemiológico deste domingo, 13 de setembro,  Portugal registou mais sete mortes e 673 casos de infecção pelo novo coronavírus. É o quarto pior fim-de-semana em termos de novos casos desde o início da epidemia, tendo-se registado mais 1170 infecções em Portugal entre sábado e domingo.

Desde 18 e 19 de Abril (dias em que se contabilizaram mais 1184 infecções) que não se registavam tantos novos casos ao fim-de-semana. Portugal regista agora 1867 óbitos e 63 983 casos confirmados desde o início da pandemia.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.