Já há consenso quanto às regras que permitirão os ginásios voltar a abrir numa altura em que novo coronavírus continua em comunidade. A Direção-Geral da Saúde (DGS) já terá concluído o alinhar das diretrizes e terá pedido o parecer à Associação de Ginásios e Academias de Portugal (AGAP) que estará em "total acordo", segundo revelou o seu presidente, José Carlos Reis, ao jornal "Expresso".

"As medidas vieram ao encontro das nossas expectativas e estamos muito contentes com o trabalho que foi apresentado pela DGS. Concordamos com a totalidade das medidas apresentadas e iremos cumprir, escrupulosamente, aquilo que a DGS emanou", explicou o presidente.

E ainda que essas medidas não tenham sido tornadas públicas, a AGAP adianta que "estão muito próximas" das propostas que já tinha apresentado ao Governo de António Costa a 16 de abril. Espera-se, por isso, que os ginásios passem a funcionar com limites à lotação do espaço, apenas com marcação e com restrições referentes ao tempo de permanência dos utentes no ginásio. Tudo isso claro, aliado ao reforço da desinfeção de todo o espaço. 

É perigoso fazer exercício físico com máscara? Como vamos retomar aos ginásios? Respondemos a tudo
É perigoso fazer exercício físico com máscara? Como vamos retomar aos ginásios? Respondemos a tudo
Ver artigo

Espera-se também que a utilização dos balneários seja interdita, pelo menos nesta primeira fase de reabertura. A troca de roupa deverá ser feita apenas nas casas de banho.

Foram algumas destas medidas a serem propostas pela AGAP, que sugeriu também criar horários específicos para idosos, proibir exercícios realizados em pares e aulas de grupo reduzidas para que fosse salvaguardada uma distância de quatro metros quadrados por cada pessoa.

Embora as medidas propostas pela DGS vão ao encontro daquilo que era o plano inicial da AGAP, José Carlos Reis diz que agora só falta ter ordem para que todos os ginásios possam voltar à nova normalidade já a partir de 1 de junho. Para o presidente da associação, todos os ginásios estão preparados para reabrir e sabem ao detalhe como o deverão fazer.

E José Carlos Reis recorda ainda que foi a própria associação a "pedir o encerramento dos clubes quando o surto ficou mais grave" e muito antes de "o Governo ter decretado o estado de emergência", escreve o "Expresso".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.