Foram criadas no Japão, implementadas na Islândia e agora chegou a vez de Portugal — as passadeiras de peões 3D estão a ser testadas na Maia, no distrito do Porto, e o objetivo passa por criar uma ilusão ótica que, na teoria, fará com que os condutores reduzam a velocidade à medida que se aproximam das mesmas (uma técnica idêntica à usada nos painéis publicitários ao lado das balizas nos estádios de futebol).

Em declarações à agência Lusa, o presidente da câmara da Maia, António Silva Tiago, afirmou que esta é uma solução simples para o aumento da segurança rodoviária e, em especial, para a defesa dos peões. "Ficará em teste e, se a sua eficácia der provas no terreno, eventualmente passará a ser usada noutros locais do concelho", acrescentou o autarca.

Segurança automóvel. Cadeiras infantis devem estar de costas para o condutor até aos 4 anos
Segurança automóvel. Cadeiras infantis devem estar de costas para o condutor até aos 4 anos
Ver artigo

O efeito ótico destas passadeiras funciona de uma certa distância e durante poucos segundos, ou seja, rapidamente os condutores percebem que é apenas um desenho no chão. Isto faz com que abrandem levemente e não de forma abrupta, sendo assim seguro para condutores e peões — e é esperado que esta medida diminua o número de atropelamentos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.