Durante a madrugada desta segunda-feira, 4 de dezembro, por volta da 1h05, um prédio da Calçada da Picheleira, na zona do Beato, em Lisboa, que estava em obras de remodelação, desabou e caiu sobre outro edifício. No 1º andar encontravam-se quatro pessoas, dois idosos, a filha e a neta, tendo duas delas ficado soterradas. Contudo, foram retiradas dos escombros com ferimentos ligeiros e transportadas para o Hospital de São José.

Estão a ser planeadas buscas pela grávida da Murtosa nas redes sociais. Mónica Silva desapareceu há 2 meses
Estão a ser planeadas buscas pela grávida da Murtosa nas redes sociais. Mónica Silva desapareceu há 2 meses
Ver artigo

As duas pessoas soterradas e resgatadas pelos bombeiros eram um casal de idosos, sendo que um deles foi atingido por destroços e fraturou uma perna, revela a RTP. Quatro viaturas também foram atingidas pelo desabamento.

Os bombeiros e a polícia acordaram várias pessoas de outros prédios, que tiveram de sair de casa, para que as autoridades pudessem avaliar o risco de derrocada. Quando os vizinhos se aperceberam que o prédio estava a cair, ter-se-ão assustado.

O edifício contíguo à derrocada “não tem condições de habitabilidade”, segundo o que o comandante das operações, Carlos Ferreira, disse à RTP. As pessoas afetadas pelo desabamento “têm por enquanto alternativa habitacional em casa de familiares”, segundo o que Margarida Castro Martins, diretora do Serviço Municipal de Proteção Civil, disse à Lusa, conforme escreve o “Público”.

Os Sapadores de Lisboa foram os primeiros operacionais a chegar ao local e, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, pelas 6h45 estavam 39 operacionais apoiados por 12 viaturas. Já o Regimento Sapadores de Bombeiros de Lisboa referiu no Facebook que “mobilizou para o local vários meios e operacionais, entre os quais a Unidade Cinotécnica e a equipa de drones para buscas suplementares”.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.