Numa longa publicação de Instagram, Jéssica Athayde falou sobre a sua má experiência com implantes mamários — tema que durante vários anos evitou, porque tinha "vergonha" e "não queria assumir" — para deixar alguns conselhos às "miúdas que estão sempre a querer tratar das margaridas".

Na legenda das fotografias em biquíni, Jéssica Athayde relatou a experiência dolorosa que viveu. Começa por explicar que decidiu avançar com a operação muito nova por "questões de auto-estima": "Aqui a tábua de engomar vivia mal com isso", pode ler-se.

A primeira operação correu bem. O pior foi depois: teve um acidente de carro e teve de voltar ao mesmo médico."Uns bons anos depois tive um acidente de carro e tive de ser operada de urgência, fui ao cirurgião que me tinha operado há uns que tratou de me operar MAL e quase me matar, mas atenção que não cobrou o serviço dele (fofinho), só os gastos da clínica."

Jessica Athayde caiu das escadas e desabafou sobre o dia "de neura"
Jessica Athayde caiu das escadas e desabafou sobre o dia "de neura"
Ver artigo

Jéssica Athayde continua sem saber o que aconteceu:"Até hoje acho que meteu um estagiário a operar-me". Os dias seguintes foram dolorosos: acordou negra, com febre, não se mexia, nem sequer conseguia lavar o cabelo. Perante os sintomas, ainda tentou alertar o cirurgião e as enfermeiras, que desvalorizavam a situação. "Mandavam-me tomar um banho de imersão e relaxar."

Sem ver o problema resolvido e desesperada, recorreu a um outro cirurgião plástico, Ângelo Rebelo, e na mesma semana, foi operada pela segunda vez. "Só lhe pedia para me tirar estas margaridas e nunca mais as pôr, já não as queria, não me queria sentir doente por causa disto", diz na publicação.

O médico acabou por explicar a Jéssica Athayde que esta tinha sofrido uma infeção da operação anterior, tendo sido necessário substituir as próteses anteriores. Explicou ainda que optou por não as retirar definitivamente, porque isso implicaria uma operação de reconstrução, que não era aconselhável para a atriz que, pela altura, tinha pouco mais de 20 anos.

"Portanto, miúdas que estão sempre a querer tratar das margaridas, pensem bem, informem-se bem dos riscos que estão a correr, façam com o cirurgião certo e não ponham muito cedo."

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.