Depois de dias de muita chuva e tempestade, não é difícil de perceber o que queremos quando chegarmos ao tão ansiado fim de semana: sopas e descanso, e comida de conforto, claro está. E quando falamos de refeições confortáveis de domingo, o cozido à portuguesa é um prato incontornável — e um dos mais populares da cidade está de volta.

8 restaurantes para comer comida tradicional — da tasca ao restaurante de chef
8 restaurantes para comer comida tradicional — da tasca ao restaurante de chef
Ver artigo

Este domingo, 25 de outubro, o JNcQUOI Avenida volta a servir o seu famoso cozido. O restaurante de luxo da Avenida da Liberdade aposta neste conceito no último domingo de cada mês, durante as estações mais frias. Por isso, se perder a oportunidade de reservar mesa esta semana, saiba que só o pode fazer no final de novembro, no dia 29.

Com a mestria do chef António Bóia, o cozido à portuguesa do JNcQUOI Avenida inclui uma vasta seleção de ingredientes como orelha de porco, entremeada, chispe, cabeça de porco, galinha, carne de vaca, pernil fumado, seleção de chouriças, morcela e farinheira, mistura de mostardas, feijão branco, arroz vaporizado, couve portuguesa, couve lombarda, nabo, cenoura e batata. Resumindo, não falta nada.

Morada: Avenida da Liberdade 182 184, Lisboa
Telefone: 219 369 900
Horário: 12h-00h (aberto todos os dias)

O prato está disponível por 38€, e pode sempre acompanhar com um caldo de cozido (10€). As reservas são aconselhadas — até porque o cozido esgota com dias de antecedência —, e devem ser feitas através de e-mail ou telefone ( 219 369 900).

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.