Lea foi a primeira proprietária de uma casa no Porto recentemente transformada num espaço de brunch e comida para partilhar. O Lea abriu a 3 de março na Avenida da Boavista, no Porto, e se em alguns casos faltam palavras para descrever novos conceitos, neste pode ser OMG, FDP (com variadas interpretações) ou 6min, este último para alertar quando o ovo da tosta com molho holandês estiver pronto.

"A casa sempre foi da minha família. Toda a minha família viveu aqui. E quando a minha mãe fez 6 anos, os meus avós construíram uma casinha no jardim, que era a casinha de brincar da minha mãe. Ainda perdura hoje. Não tem portas nem janelas, mas ainda continua aqui de pé", conta Catarina Ferreira Lopes, sócia do projeto e bisneta de Lea, à MAGG.

Selina Milfontes abre novo espaço e a inauguração conta com aula de ioga de Joana Duarte
Selina Milfontes abre novo espaço e a inauguração conta com aula de ioga de Joana Duarte
Ver artigo

Esta casinha é hoje um espaço especial para as crianças que visitam o espaço que se apresenta como “family friendly”. Carolina sublinha que é para todos, mas reconhece que é particularmente apetecível para as famílias passearem ao fim de semana devido ao grande jardim, completamente vedado. "As famílias sentem-se seguras porque as crianças brincam à solta, não tem rua, não tem nada. Não estão a correr riscos", frisa.

O brunch onde as crianças saltam das panquecas para a cozinha

O espaço que em tempos foi o sítio onde a mãe de Catarina brincava, é agora o palco das brincadeiras das crianças que acompanham os pais ao Lea, onde podem ficar entretidos após terminar a panqueca especial do Lea (sobre a qual já nos vamos debruçar).

"Dentro da casinha coloquei uma cozinha de brincar e também uma mesinha com livros e lápis de cor para os miúdos estarem entretidos sem terem de estar em frente ao telemóvel ou tablet", refere Catarina. Enquanto se divertem, os pais podem continuar à mesa e de olhos postos na pequena casa no jardim, dado que está separada apenas por uma janela larga e alta.

Do lado de dentro, foram usados alguns elementos decorativos que resultam da recuperação de artigos que estavam na família há décadas. Com portas antigas Catarina fez mesas e um balcão, com uma bicicleta fez a decoração da esplanada interior e de um cilindro de água fez o lavatório e o balde da casa de banho.

"O restaurante é como uma homenagem que faço à minha família, em especial à minha bisavó", refere a sócia do projeto.

Mousse FDP: "'Fantástica', 'deliciosa' e 'poderosa'"

Todos os novos espaços têm as suas especialidades e o Lea não é e exceção.

"Às vezes, quando perguntam 'o que recomenda', eu fico sempre na dúvida. Mas pergunto se vêm para partilhar, porque temos várias opções de partilha", refere Catarina Ferreira Lopes. Enumera a polenta cremosa (desde 9€), o ceviche de atum (7,50€), o hambúrguer OMG (8,50€), "que pelo nome já diz que é mesmo OMG", e a sandes de rosbife LEA (9,50€).

Nas opções de lanche, a bisneta de Lea destaca os scones com manteiga e mel ou compota (4,50€), o iogurte com granola caseira (5,50€), os bolos caseiros (3€) e a mousse de chocolate FDP (5€). "É uma mousse de chocolate super especial. Temos como FDP. As pessoas podem interpretar como quiserem", diz entre risos. Perguntámos como é suposto completar a sigla e Catarina sugere: "Quando me perguntam, digo que é 'fantástica', 'deliciosa' e 'poderosa'. Mas já tive uns clientes a soletrar mesmo FDP", brinca.

Numa outra visita mais demorada, para almoçar ou para um lanche ajantarado, também cairá bem a tarte tatin de tomate, tomate seco e cebola com queijo feta (7,50€), os nacos de mandioca e batata doce fritas com maionese de paprika fumada (4€) ou os ovos rotos de batata doce, cogumelos e maionese de alho negro (8€). Para algo mais leve, há saladas, como a caesar “on steroids”, com salmão fumado (10€).

Para o brunch? Panquecas.

Panquecas na frigideira

Um brunch para crianças pode começar com a proposta mais simples do Lea: cookies com copo de leite (3€). Já os adultos podem aventurar-se em algo mais composto, como o ovo 6min, tosta, abacate e holandês tostado (6,50€). "É cozido seis minutos e fica com a gema líquida que depois dá aquela cremosidade com o molho holandês", explica.

Ao olhar para o menu percebemos que são inúmeros os imperdíveis deste novo espaço, ficando difícil escolher entre tanta combinação apetitosa e inovadora que vai obrigar a mais do que uma visita.

Com Nutella, fruta ou leite condensado. 3 receitas de panquecas para alegrar o fim de semana
Com Nutella, fruta ou leite condensado. 3 receitas de panquecas para alegrar o fim de semana
Ver artigo

Mas na primeira visita para um brunch, é obrigatório provar as panquecas em frigideira de ferro. "São fora do que estamos habituados a ver. É uma panqueca feita numa frigideira de ferro que vai ao forno. Não são aquelas panquecas que costumamos ver, com vários andares. É um bocadinho mais alta e fica muito fofinha", refere Carolina.

Existem duas versões (6€), a de chocolate e frutos vermelhos com gelado de queijo creme e a de banana e caramelo salgado com gelado de manteiga de amendoim.

Para completar o brunch, nada como um sumo do dia (3€), uma mimosa (4,50€) ou, em breve, o cocktail Lea.

Lea Porto

Localização: Av. da Boavista 854, 4100-112 Porto
Reservas: 931 700 370
Horário: quarta-feira a domingo, entre as 10h e as 20h
Instagram: @lea.food.drinks

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.