Úrsula Corberó, que interpreta a personagem Tóquio em "La casa de papel", recebeu um coração de filigrana feito em Gondomar para assinalar a sua passagem por Portugal, aquando da gravação da série da Netflix.

A peça oferecida a Úrsula Corberó, feita por António Cardoso, responsável pela marca ACFiligranas, foi divulgada este domingo, 12 de setembro, no Instagram, através de uma publicação em que a personagem Tóquio mostra o coração, em especial pelo que representa (spoiler alert).

"É incrível. É uma obra de arte. Vou guardá-la para sempre", disse sobre a peça. Úrsula Corberó nunca tinha estado em Lisboa, passagem que foi particularmente marcante. "Foi quando comecei a perceber que estava a acabar de filmar e já não me restava muito tempo na 'La casa de papel'", continuou.

As imagens que mostram a produção artesanal dos corações de filigrana de Gondomar — certificados pela ADERE-Certifica — vão ser mostradas na segunda parte da quinta temporada da série e foram gravadas na oficina tradicional de Arlindo Moura. "Andaram a ver oficinas em Portugal para ver onde iam filmar e quando entraram aqui na oficina do meu avô, que é uma oficina centenária que mantenho como era antigamente, disseram: 'Brutal, é aqui'", conta Arlindo Moura à MAGG.

Enquanto a oficina escolhida foi a do Arlindo — que pertence à sexta geração de ourives da família —, para fazer a peça escolheram o ourives António Cardoso, de 63 anos. Arlindo e António já se conhecem há vários anos e trabalharam juntos noutros projetos.

Contudo, este foi especial para António, também tratado como mestre. "A experiência foi ótima. Já tenho outros [trabalhos] no meu percurso, como o coração da Sharon Stone, fui eu que o fiz", relembra o mestre filigraneiro António Cardoso, que trabalha com filigrana desde os 7 anos, arte que aprendeu com o pai.

Mestre filigraneiro António Cardoso
Mestre filigraneiro António Cardoso créditos: divulgação

O artesão conta que a produtora da série da Netflix queria um coração em filigrana com o símbolo da "La casa de papel", a máscara, e depois de visitar uma ourivesaria em Viana do Castelo e encontrar uma peça de António Cardoso, conseguiu chegar ao contacto do ourives.

Uma vez que António só foi contactado no final de agosto, foi tudo preparado a alta velocidade. "Foi em cima da hora, muito rápido. E aproveitámos as peças que já tinha em andamento, porque senão não daria tempo", conta à MAGG. As filmagens foram feitas num só dia, das 9h às 21h, mas tudo teve de ser preparado previamente.

"Num dia não se consegue fazer um coração. Tive de fazer as fases todas para nas filmagens aparecer como se fizesse o coração do princípio ao fim", diz António Cardoso, que na série interpretou a figura do mestre ourives. Antes da série "La casa de papel", já tinha participado na novela "Coração de Ouro", da SIC, em 2016.

Já o coração que foi oferecido a Úrsula Corberó foi feito em oito dias. Tanto o coração como a máscara alusiva à série são feitos em prata dourada, mas a máscara resultou de outro tipo de processo. "A máscara não fui eu que a fiz. Nós somos todos ourives, mas uns trabalham em filigrana, outros noutra parte de ourivesaria. Essa parte foi de injeção, através de uma fotografia, depois metida em computador, tirada em 3D e depois é que foi fundida para sair a máscara", explica.

Ainda que estejam com inveja, para já, a peça tal como foi oferecida à personagem Tóquio ainda não está disponível. "Estamos em negociações com a Netflix para saber se nos dão autorização para vender com a máscara, que é registada. Ainda estamos a tentar ter a licença para fabricar", diz o mestre Cardoso. Até que isso seja possível, pode comprar o coração em prata dourada feito por António (180€).

Para encomendar, basta enviar um e-mail (antonioocardoso@hotmail.com), telefonar (919671503) ou enviar mensagem privada através da página de Facebook. Depois de ver na série como se faz o coração em filigrana, o melhor será ver tudo bem de perto através da Rota da Filigrana, da qual Arlindo faz parte e dá a conhecer a produção artesanal através de visitas à sua oficina em Gondomar.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.