O regresso da série de Ricky Gervais à Netflix é só uma das novidades com que pode contar em streaming a partir de janeiro. Tal como nas temporadas anteriores, também nesta teremos comédia e drama de mãos dadas para tentar dar resposta a algumas questões inquietantes da vida que incomodam a personagem principal. Mas também vai poder ver o episódio especial que junta o elenco original da saga "Harry Potter".

A ideia passa por pôr os três atores principais — Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson — a analisar o impacto da saga nas suas vidas, mas também a visitar os estúdios originais de filmagens.

O episódio especial de "Harry Potter" vai mesmo estrear-se em Portugal. Saiba onde e quando
O episódio especial de "Harry Potter" vai mesmo estrear-se em Portugal. Saiba onde e quando
Ver artigo

Mas não são os únicos convidados e o que se espera é muita conversa em que a nostalgia servirá como fio condutor. Mas há mais para ver, como uma nova série japonesa da Netflix ou a nova grande aposta da RTP para janeiro com Nuno Lopes.

De "Euphoria" a "After Life", mostramos-lhe 9 novidades para ver em janeiro em streaming

"De Volta a Hogwarts" (1 de janeiro, HBO)

O episódio especial de "Harry Potter" vai juntar o elenco original e levá-lo a visitar os estúdios onde foi filmado "A Pedra Filosofal", o primeiro filme da saga.

Será neste contexto que os atores Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson se vão juntar para não só recordar o impacto da saga nas suas vidas, mas também o legado que a história deixou no cinema.

O elenco de convidados é composto ainda por figuras como Helena Bonham Carter, Robbie Coltrane, Ralph Fiennes, Jason Isaacs, Gary Oldman, Imelda Staunton, Tom Felton, James Phelps e Oliver Phelps.

"Causa Própria" (5 de janeiro, RTP1)

A nova grande aposta da RTP para o arranque do ano.

Escrita por Rui Cardoso Martins e Edgar Medina, "Causa Própria" foca-se na figura de uma juíza que, a certa altura, vê um caso que tem de julgar a complicar-se de forma significativa à medida que a sua família é envolvida no processo.

O elenco é composto por Nuno Lopes e Margarida Vila-Nova nos papéis principais, mas conta ainda com nomes como Ivo Canelas, Maria Rueff, Catarina Wallenstein, Adriano Carvalho e António Fonseca.

"The Tender Bar" (7 de janeiro, Prime Video)

Realizado por George Clooney e protagonizado por Ben Affleck, "The Tender Bar" é a grande aposta da Prime Video, a plataforma de streaming da Amazon, para o início do ano.

A história foca-se na figura de uma criança que tenta reconciliar-se com a sua vida à medida que tenta ultrapassar o abandono da parte do pai. Nesta história, percebemos de imediato, é o tio o seu grande porto de abrigo.

O filme promete ser repleto de drama e momentos emocionantes.

"Euphoria" (2.ª temporada. 10 de janeiro, HBO)

A série de adolescentes que fala sobre saúde mental, adição de drogas e sexualidade, vai voltar à HBO.

A série protagonizada por Zendaya estreia a segunda temporada já em janeiro e o que se espera é uma qualidade de produção semelhante à da primeira. A história, essa, manter-se-á o foco da série, fazendo dela uma das mais interessantes dos últimos anos.

"Undercover" (3.ª temporada. 10 de janeiro, Netflix)

Ao longo de duas temporadas (e, agora, de uma terceira), a série mostra os dilemas com que dois agentes da polícia se têm de confrontar à medida que reunem esforços para se infiltrar no círculo íntimo de um poderoso chefe da máfia belga numa missão perigosa de desmantelar a maior rede de tráfico de droga no país.

Uma operação destas tem consequências quase sempre fatais.

Mas depressa os agentes percebem que o pior inimigo não é o barão que tentam derrubar, mas eles próprios.

"A Jornalista" (13 de janeiro, Netflix)

A nova série japonesa da Netflix foca-se na figura de uma jornalista que tenta, contra todas as probabilidades, expor a corrupção governamental que existe no seu país.

Só que isso, claro, traz consequências drásticas. É que os ricos e poderosos vão fazer de tudo para impedir que a verdade venha a público.

Custe o que custar.

"After Life" (3.ª temporada. 14 de janeiro, Netflix)

Em "After Life", o humorista Ricky Gervais regressa às séries interpretando Tony, um homem que tinha uma vida perfeita até a mulher, Lisa, morrer de forma inesperada.

No desespero de não saber que caminho seguir depois deste evento trágico, e depois de descartar a hipótese de se suicidar, decide adotar uma atitude autodestrutiva. Além de não se preocupar consigo mesmo, com a sua vida e com os amigos que o rodeiam, decide fazer tudo aquilo que antes não lhe era permitido.

Mas apesar de ignorar os amigos, são esses que o vão tentar travar a todo o custo. O objetivo? Fazer ver que a vida vale sempre a pena.

"Too Hot to Handle" (3.ª temporada. 19 de janeiro, Netflix)

Em "Too Hot to Handle", dez pessoas solteiras, geralmente avessas a compromissos e a relações longas, são escolhidas pela produção do programa para um retiro único e, achavam elas, do mais exótico possível. Só que depressa sofrem um choque de realidade quando lhes é transmitido que aqui não pode haver engate, sexo casual, beijos, troca de carícias ou masturbação.

O prémio final, estabelecido nos 100 mil dólares (cerca de 90 mil euros), vai sendo reduzido cada vez que os concorrentes se tocam de forma carinhosa, se beijam ou fazem sexo dentro da casa. Um beijo, por exemplo, significa um corte de cerca de três mil dólares no prémio.

"Ozark" (4.ª temporada, parte 1. 29 de janeiro, Netflix)

Marty Byrde, a personagem interpretada por Jason Bateman, é envolvido num esquema de lavagem de dinheiro e fica, devido a um erro de um colega, obrigado a pagar uma dívida durante anos.

Essa dívida, percebemos logo no primeiro episódio, implica que este homem acima de qualquer suspeita tenha de trabalhar para um cartel.

De repente, a vida de toda aquela família sofre mudanças inexplicáveis.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.