Mais de 15 anos depois de ter apresentado ao mundo o amor impossível entre Bella Swan e Edward Cullen, uma comum mortal e um vampiro com centenas de anos, Stephanie Meyer anunciou que vai lançar um novo livro da saga “Twilight”. A novidade foi adiantada pela própria escritora, esta segunda-feira, 4 de maio, em entrevista ao programa “Good Morning America”.

O novo livro continuará a história de amor entre Swan e Cullen mas da perspetiva do vampiro e não da humana. Também será possível desvendar um pouco mais a vida de Edward antes de ter conhecido a sua alma gémea. O livro chama-se “Midnigh Sun” e tem data prevista de lançamento a 4 de agosto.

midnight sun

“Não parecia justo continuar à espera. Desculpem pelo mau timing. Espero que este livro possa ser uma distração do mundo real”, explicou a autora na mesma conversa. “Estou muito animada por finalmente poder partilhar isto convosco”.

Kristen Stewart quebra o silêncio sobre traição a Robert Pattinson
Kristen Stewart quebra o silêncio sobre traição a Robert Pattinson
Ver artigo

Se é um fã mais atento, talvez saiba que esta prequela está em curso há vários anos. Em 2008, Meyer publicou um rascunho do primeiro capítulo da história da perspetiva de Edward Cullen no seu blogue. Isto aconteceu no momento em que a saga Twilight se tornou famosa. Pouco tempo depois começaram a ser partilhados indevidamente outros rascunhos, o que fez com que a autora tenha abandonado o projeto. Agora retomou-o e o livro é lançado em três meses.

O primeiro livro da saga “Twilight” foi lançado em 2005 e logo se tornou num sucesso mundial com mais de 100 milhões de cópias vendidas. Depois deste seguiram-se as sequelas “New Moon”, “Eclipse” e “Breaking Dawn”. A história de amor entre uma humana e um vampiro foi adaptada ao cinema sendo que Kristen Stweart e Robert Pattinson deram vida às personagens principais, respetivamente. As adaptações renderam mais de três mil milhões de euros em receita.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.