Esta era a peça que faltava para mais um dia de confinamento: descobrir novos puzzles para não deixar morrer o único bicho que se instalou em sua casa durante a quarentena. É que entre 24 horas de séries, pães no forno, tik toks, aulas virtuais, birras que despertam os vizinhos e sestas para descansar de "não fazer nada", as famílias tentaram encontrar momentos de distração em hábitos que o ritmo do dia a dia levou.

Se há mais de mês seria impensável chegar do trabalho e fazer um puzzle com 100 peças, agora, 500 já parecem um desafio mais aliciante e as de 1000 começam a fazer parte da lista de desejos para o Natal — é que alguns custam mais de 70€ e nem todas as carteiras estão tão recheadas neste momento quanto se gostaria.

42 coisas em que pensei nesta quarentena enquanto não era produtiva
42 coisas em que pensei nesta quarentena enquanto não era produtiva
Ver artigo

A MAGG foi então à procura de novos puzzles que desafiem o prazer encaixar peça por peça até chegar a dignos quadros de parede que não acabam pendurados, mas sim misturados de novo na caixa. Já se imaginou a fazer um puzzle com 1000 peças de um dos lugares mais encantadores do mundo ou até um em 3D da série "A Guerra dos Tronos"? Agora pode.

Desde os Minions, com mais de 100 peças, ao Taj Mahal, na Índia, com 1000 peças, mostramos 21 sugestões que encaixam na peça de cada casa: aquela cuja quarentena está a ser passada sem mais ninguém, a dois, ou em família.

Puzzles para fazer sozinho

Puzzles para fazer a dois

Puzzles para fazer em família

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.