O Dia da Terra assinala-se a 22 de abril mas, como calha a uma sexta-feira, a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, decidiu marcar as festividades para o sábado, 23. O Planeta onde vivemos vai ser celebrado com atividades para os mais pequenos e tanta variedade que ninguém vai ficar aborrecido: há conversas, filmes, contos, concertos, danças, atividades de bioblitz e garden sketching. Bio quê? Garden oi? Já explicamos.

O programa do Dia da Terra, que pode consultar aqui, está dividido três segmentos:

  • Atividades para a Família
  • Atividades para Jovens e Adultos
  • Atividades para todos

Quase todas as atividades são gratuitas, mediante o levantamento de bilhete no próprio dia a partir das 9h. Cada pessoa tem direito a dois bilhetes e, nas atividades para famílias, cada família tem direito a, no máximo, quatro bilhetes (no máximo, três crianças por cada adulto). As atividades têm lotação limitada por isso recomenda-se chegar cedo à fundação situada no coração de Lisboa. As atividades começam às 10h e terminam às 19h.

Selecionámos 5 atividades para toda a família para celebrar o Dia da Terra

1 - Contos da Terra. Histórias para conhecer a natureza

Há muito que as histórias são um meio de compreender a natureza. Têm-nos ensinado a apreciar os dias longos de verão e a nudez das árvores no inverno, a não temer os eclipses e os trovões, a entender o sentido secreto do canto das aves. As suas verdades não se encontram nos «comos» nem nos «porquês», mas na capacidade de sonhar que nos permite construir afetos e, finalmente, conviver sem dominar, compreender e respeitar, proteger sem esperar recompensas.

Acha que viajar com crianças é um drama? Este curso mostra que não e a base é a experiência
Acha que viajar com crianças é um drama? Este curso mostra que não e a base é a experiência
Ver artigo

Conceção e orientação: Ana Sofia Paiva, António Fontinha (Associação Ouvir e Contar)
Horário: 11h –11h30; 14h30 – 15h
Edifício sede - zona de congressos
Para maiores de 3 anos
Gratuito, com levantamento de bilhete

2 - Oficina de desenho: aquilo que quero compreender, desenho…

Junte-se a Catarina Dias, artista visual, e explore a sua criatividade. Em cada sessão começamos por observar obras escolhidas na coleção permanente, seguindo-se exercícios específicos e um momento de desenho livre.
Horário: 15h - 17h
Museu Calouste Gulbenkian - galeria principal
+ 16 anos
10€

3 - Garden Sketching

O desenho é uma forma de observação atenta, uma meditação e reflexão sobre a realidade observada. Inserido nos encontros de desenho no Jardim Gulbenkian, torna-se também um momento de encontro e partilha entre verdadeiros especialistas do desenho e talentos por relevar. Uma atividade em que o Jardim se abre a todos os que aqui quiserem vir desenhar. Basta trazer um caderno de folhas lisas, lápis ou tintas… e muita descontração.

Conceção e orientação: Urban Sketchers Portugal
Horário: 14h30 –17h
Jardim - Anfiteatro ao ar livre
Para todas as idades
Gratuito, com levantamento de bilhete

4 - Bioblitz no Jardim Gulbenkian

Bioblitz, também chamada Maratona da Biodiversidade, é uma atividade em que se procura identificar o maior número de seres vivos possível, numa determinada área, num determinado período de tempo. Como importante local de passagem e de residência de muitas espécies, o Jardim Gulbenkian presta-se a este tipo de atividade, que torna qualquer participante num elemento ativo do processo de monitorização de espécies.

Conceção e orientação: Biodiversity4all
Horário: 14h - 17h30
Edifício sede - sala 2
Maiores de 12 anos
Gratuito, com levantamento de bilhete

4 - Baile ao pôr do sol

Neste baile de Danças do Mundo Criativas, vamos descobrir e transformar danças tradicionais de diversas partes do mundo e brincar com diferentes ritmos e movimentos. Portugal, Espanha, Cabo Verde, México, Índia ou Japão são alguns dos países por onde passa esta viagem dançante.

Conceção e orientação: Marta Coutinho
Horário: 17h –18h30
Jardim - entrada da biblioteca de arte
Para todas as idades
Gratuito, com levantamento de bilhete

5 - Concerto para uma árvore

Numa limpeza de terrenos na Serra de Montemuro, um carvalho é cortado. Estávamos em fevereiro de 2020. Um mês depois, dava-se início a meses de quarentena, ao longo dos quais a pequena árvore se foi transformando num instrumento musical, Hárvore, com cordas esticadas entre os ramos e sinos no lugar das folhas. Neste concerto, Fernando Mota vai levar-nos a revisitar a beleza e a imensidão da natureza na expectativa de que regressemos com outro estado de espírito, limpo da exaltação e da intolerância que se tem apropriado do espaço público. É a arte como cura.

Composição e interpretação: Fernando Mota
Horário: 18h30−19h
Edifício sede - auditório 2
Maiores de 3 anos
5€/adulto; 2,5€/criança

Fundação Calouste Gulbenkian
Avenida de Berna, 45A, 1067-001 Lisboa
+351 21 7823000

Site, Facebook e Instagram

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.