A premissa não podia ser mais simples: uma seleção de peças reduzida, mas muito bem ponderada. Deste modo, para além de se livrar da acumulação, o momento de escolher o look do dia é mais facilitado, isto porque tudo lhe assenta bem e se conjuga entre si.

Não é tanto sobre um número restrito de peças que tem de ter no closet (para isso, não existe uma regra exata), mas sim, sobre guardar apenas aquelas que realmente gosta, que se adequam ao seu estilo de vida e que, por isso, tem a certeza que vai dar uso.

Já lhe demos a conhecer as regras essenciais do armário cápsula. Agora, com a ajuda das nossas it girls de eleição, pegamos em peças, uma por uma, e damos-lhe sugestões de como as combinar.

Hoje, dedicamo-nos ao blazer, com Inês Isaías

Na década de 80, o blazer era uma das peças mais cobiçadas, ficando sobretudo conhecido por estar associado ao empoderamento feminino. E se, inicialmente, estava agrafada como peça de indumentária de escritório, insere-se cada vez mais nos diferentes tipos de estilo e adapta-se a qualquer circunstância.

"Acho o blazer uma peça intemporal", começa por dizer Inês Isaías à MAGG. "É uma peça que consegue transformar-se, tanto se leva para uma base mais neutra e clássica como se conjuga com peças excêntricas e diferentes." Foi exatamente isso que a modelo e diretora criativa de 24 anos quis evidenciar nos cinco conjuntos que a desafiamos a fotografar.

Com uma estética inspirada na moda escandinava e parisiense, Inês explica que o plano era fazer looks distintos: "dois mais clássicos e elegantes, e outros que tivessem mais padrão e com os quais joguei com cor", explica. "Também tentei enquadrar aquilo que está a acontecer agora a nível de tendências, como os vestidos midi, as sandálias de pescador e os conjuntos monocromáticos."

A escolha da influenciadora é um blazer bege com fit clássico, mas as opções no mercado são para lá de imensas, por isso, o nosso conselho é que adquira aquele que melhor combina com o seu próprio estilo. As cores neutras são a aposta mais segura.

Espreite as nossas sugestões na galeria

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.