Aproximam-se os santos populares e, com eles, as noites de arraial, bailarico e sardinhas. Por Lisboa, na noite de 12 de Junho, o Santo António leva para a rua milhares de pessoas, tornando a cidade intransitável.

E foi a pensar na noite de véspera de Santo António e na confusão habitual dessa data, que reunimos as peças-chave para enfrentar a festa de forma confortável, mas com pinta.

Em véspera de santos, o que se quer é roupa básica. Para andar no meio de multidões, estar horas em pé, levar com cerveja em cima, e ficar com cheiro a sardinhas, não é preciso um outfit muito trabalhado. O que é preciso é ténis ou botins confortáveis (e fáceis de limpar no pós-festa), roupa confortável para não passar nem muito frio, nem muito calor, e uma mala pequena onde caiba o essencial e que possa ficar sempre protegida, de modo a evitar assaltos.

Se optar por calças, que sejam idealmente escuras, porque as calças brancas certamente ficarão bastante sujas.

O tempo promete melhorar nos próximos dias, por isso, possivelmente não serão necessário casacos muito quentes, mas é sempre mais sensato levar pelo menos um casaco de ganga ou uma camisola. Se estiver calor, pode sempre prendê-lo à cintura.

A 23 de Junho é a vez do Porto receber as festas de São João, e as regras repetem-se. Talvez apenas com mais um casaco.

Inspire-se e veja quais são as melhores soluções para se divertir nas festas dos santos populares, sem se arrepender das suas escolhas.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.