A loja Do Zero já vende produtos alimentares a granel e há variedade para dar e vender (bem, na verdade, não tanto dar, mas sim vender). A plataforma online da criadora de conteúdos digitais Catarina Barreiros disponibiliza agora vários produtos, desde feijão frade, grão-de-bico, flor de sal, sal grosso, quinoa bio, miolo de noz, de avelã ou até amêndoa com ou sem casca. Outras opções são as especiarias e aromáticas com folhas de hortelã, flores secas de perpétua roxa ou até folhas de tomilho.

Compensa comprar a granel? Para o ambiente sempre. Fomos testar para a carteira
Compensa comprar a granel? Para o ambiente sempre. Fomos testar para a carteira
Ver artigo

O site Do Zero está dividido pelas diferentes categorias de produtos, e na parte da mercearia encontra a novidade dos produtos alimentares a granel. Em cada um dos produtos, basta carregar na imagem para descobrir em que parte de Portugal são produzidos, assim como o tipo de produção (sempre responsável).

E se está neste momento a pensar em como é que é possível comprar a granel online, saiba que tudo é pensado ao pormenor — mesmo tudo. Os produtos alimentares que encomendar para casa ou levantar na loja estão dentro de frascos de vidro reutilizados e higienizados numa máquina industrial. Depois, pode voltar a entregar o frasco à loja Do Zero para voltarem a ser usados. Até o método de envio é pensado ao detalhe, tanto nos produtos a granel, como nas restantes 15 mil encomendas já vendidas, que são enviadas em caixas reutilizadas.

A loja Do Zero foi fundada em novembro de 2020 por Catarina Barreiros, que fala sobre sustentabilidade e estilo de vida com menos desperdício no seu Instagram. Na prática, a loja é pensada exatamente com a mesma filosofia: redução, reutilização e responsabilidade. O site tem produtos de diferentes categorias e são todos testados e escolhidos a dedo pela equipa Do Zero.

Consegue encontrar diferentes produtos na loja, desde bidés portáteis, escovas de dentes, esponjas para a cozinha ou até artigos de bebé e para os animais.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.