"Dahmer", a nova série de Ryan Murphy sobre a história e crimes de Jeffrey Dahmer, um dos mais infames assassinos dos Estados Unidos, reavivou a tendência pelo género crime real. A série da Netflix, que já é um sucesso da plataforma, é um produto ficcional, mas o que não falta no streaming são documentários que abordam os mais importantes casos criminais dos últimos anos.

"DAHMER". A série sobre o serial killer canibal que está a deixar toda a gente assustada
"DAHMER". A série sobre o serial killer canibal que está a deixar toda a gente assustada
Ver artigo

Seja na Netflix ou na HBO Max, duas das principais plataformas de streaming disponíveis no mercado português, espreite as nossas dez sugestões de documentários criminais.

"Making a Murderer"

A série de duas partes conta a história de Steven Avery, que cumpriu uma pena de 18 anos de prisão por um crime que não cometeu. Acusado de agressão sexual e tentativa de homicídio, acabou por ser absolvido em 2003. Porém, a segunda parte retrata a nova condenação de Avery em 2007 após ter sido novamente acusado, desta vez, por ter assassinado Teresa Halbach.

Realizada por Laura Ricciardi e Moira Demos, as duas temporadas da série "Making a Murderer" estão disponíveis na plataforma Netflix, com dez episódios cada.

"Conversas com um Assassino: As Gravações de Ted Bundy"

Ted Bundy foi um dos piores serial killers da história dos EUA. Foram ao todo 27 mulheres assassinadas por Bundy. O seu modus operandi era invadir a casa das vítimas durante a noite, atacando-as violentamente enquanto dormiam. Ao longo de anos, o assassino em série começou a atacar as mulheres depois de as abordar na rua.

Criada por Joe Berlinger, "Conversas com um Assassino: As Gravações de Ted Bundy" apresenta cassetes inéditas do assassino em série. Com apenas uma temporada com quatro episódios, a minissérie da Netflix já abordou outros serial killers.

"Conversas com um Assassino: As Gravações de John Wayne Gacy"

Numa nova temporada da mesma série documental, é retratado do caso do assassino em série John Wayne Gacy. Este mascarava-se de palhaço para torturar e matar adolescentes entre os anos de 1972 e 1978. Tal como a primeira temporada, esta vai contar com o testemunho em cassetes do próprio assassino.

Mais uma vez criada por Joe Berlinger, "Conversas com um Assassino: As Gravações de John Wayne Gacy" também está disponível na plataforma de streaming Netflix, com três episódios.

"I Love You, Now Die"

"I Love You, Now Die" é uma minissérie documental que retrata o casal de adolescentes Michelle Carter e Conrad Roy. Ao longo de dois anos, ambos vão trocando milhares de mensagens. Porém, em 2014, Conrad é encontrado morto no seu próprio carro, sendo definida intoxicação por monóxido de carbono como a causa da morte do jovem.

Michelle Carter acaba presa depois de serem descobertas mensagens enviadas pela própria a Conrad Roy a incentivar para que o adolescente se suicidasse. A série de dois episódios, criada por Erin Lee Carr, está disponível no serviço de streaming HBO Max.

"Don't F**k With Cats: Hunting an Internet Killer"

Mais um produto da plataforma Netflix. "Don't F**k With Cats: Hunting an Internet Killer" retrata o caso do psicopata que mata animais. "Quando um homem misterioso publica na internet um vídeo em que mata dois gatinhos, internautas de todo o mundo entram imediatamente em ação para descobrir o criminoso. Encorajado pela atenção que recebe, o assassino continua a publicar vídeos cada vez mais perturbadores, chegando mesmo a cometer um assassinato", revela a sinopse oficial.

Dirigido por Mark Lewis, o documentário tem três episódios cheios de reviravoltas e de testemunhos que tentaram apanhar este assassino.

"Who Killed Garret Phillips?"

Em outubro de 2011, o jovem de 12 anos Garrett Phillips foi assassinado na sua própria casa em Postdam, Nova Iorque. Nick Hillary, treinador de futebol na Universidade Clarkson e ex-companheiro da mãe de Garret, foi detido por ser o principal suspeito deste homicídio.

"Who Killed Garret Phillips?" é mais um documentário da HBO Max, contando também com dois episódios, produzido por Liz Garbus.

"Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime"

"Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime" explora o passado de Elize Matsunaga, que assassinou o marido e empresário Marcos Kitano, em 2012.  Dirigida por Eliza Capai, a série de quatro episódios da Netflix vai abordar a infância e o casamento conturbado com o diretor criativo da empresa Yoki.

A série traz também detalhes sobre as tentativas de Elize de tentar esconder o crime cometido, o julgamento e a pena de prisão que foi aplicada em 2016. Para além disso, o documentário acompanha as constantes saídas de Elize da cadeia.

"The Staircase"

Outro documentário da Netflix. "The Staircase" foi produzida em 2004 e retrata o misterioso homicídio de Kathleen Peterson na escadaria da mansão da família. O marido, Michael Peterson, é considerado o principal suspeito do crime, visto que ambos estavam em casa sozinhos.

São várias as teorias que passam ao longo desta minissérie de 13 episódios. O julgamento, os testemunhos de outros familiares e a pena de prisão que Michael chegou a cumprir são alguns momentos que são tratados em "The Staircase".

"Evil Genius: The True Story of America's Most Diabolical Bank Heist "

O documentário retrata o crime organizado por Marjorie Diehl-Armstrong. A mulher decidiu colocar uma bomba ao pescoço de Brian Wells, obrigando-o a cometer um assalto. A ideia de "Evil Genius: The True Story of America's Most Diabolical Bank Heist", disponível na plataforma Netflix, partiu de Trey Borzillieri.

A minissérie de quatro episódios vai abordar o dia em que se deu o homicídio de Wells, abordando tanto a preparação do plano como o julgamento e a condenação dos culpados. Além disso, são dados diversos detalhes sobre o passado dos criminosos para se perceber as suas motivações.

"The Trials of the Gabriel Fernandez"

A última sugestão trata-se de uma série que conta o caso do assassinato e abuso de um menino de 8 anos, Gabriel Fernandez. Esses crimes foram cometidos pela mãe e pelo padrasto da criança, levando a que fossem condenados pela morte do menino em 2013.

A série é também do serviço Netflix e é dividida em seis partes. Ao longo dos episódios, testemunhos de familiares, professores do menino e advogados do caso vão ser revelados em "The Trials of the Gabriel Fernandez".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.