Os Gato Fedorento vão tomar conta da Renascença na semana de 27 a 30 de março. Não se trata de uma OPA hostil, mas sim da celebração do 20.º aniversário do coletivo de humor.

José Diogo Quintela, Miguel Gois, Ricardo Araújo Pereira e Tiago Dores vão estar, um em cada dia, à conversa com Joana Marques, Inês Lopes Gonçalves e Ana Galvão, e recordar os melhores momentos do coletivo de humor que se estreou em 2003 na SIC Radical.

Três dos quatro elementos dos Gato Fedorento continuam a trabalhar juntos no programa da SIC "Isto é Gozar Com Quem Trabalha". Miguel Gois e José Diogo Quintela fazem parte da equipa de guionistas do formato apresentado por Ricardo Araújo Pereira, à qual também pertence Joana Marques.

O coletivo Gato Fedorento nasceu em 2003, primeiro num blogue homónimo, depois como programa de sketches na SIC Radical. Após três séries no canal de cabo da estação de Paço de Arcos, o quarteto mudou-se para a RTP, onde fez uma quarta temporada ("Série Lopes da Silva") e ainda "Diz que É uma Espécie de Magazine".

O regresso à SIC aconteceria em 2008, com "Gato Fedorento: Zé Carlos". O quarteto continuaria a produzir formatos de humor para a estação, sendo que o último projeto que fizeram juntos aconteceu em 2013, com o especial "A Solução", também na SIC. 

Há um ano, em entrevista à MAGG, Tiago Dores refletia sobre a possibilidade de um regresso do grupo. "Não sei. Não vejo em concreto essa possibilidade. Se ela se poderá por algum dia, em circunstâncias que não consigo antecipar agora… Mas neste momento, não. Talvez quando formos muito velhinhos e for preciso pagar lares e assim, e os filhos já se tiverem borrifado em nós e tiverem ido todos trabalhar para o estrangeiro porque não há trabalho em Portugal", dizia na altura o humorista e colunista do Observador.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.