Juliette Freire, de 31 anos, sagrou-se vencedora do "Big Brother Brasil". A grande final aconteceu esta terça-feira, 4 de maio, numa emissão que ficou marcada pelo número de votantes, a terceira maior votação da história do formato da Rede Globo. Mais de 630 milhões de votos dividiram-se entre Juliette, Fiuk e Camilla de Lucas, os finalistas do programa. Mas afinal, quem é a mulher que levou para casa o prémio de 1,5 milhões de reais (230 mil euros, aproximadamente)?

Maquilhadora e advogada de profissão, uma combinação improvável, Juliette é a mais nova de cinco irmãos e filha de uma cabeleireira e de um mecânico. Deixou o curso de medicina para se dedicar ao direito e tem na beleza o seu hobby. Um percurso com altos e baixos, mas que a levou à vitória, num reality show em que competiu com anónimos e famosos, e a tornou um verdadeiro fenómeno.

Joana revela pormenores sobre ameaças de Rui Pedro. "Disse que me partia aos bocadinhos"
Joana revela pormenores sobre ameaças de Rui Pedro. "Disse que me partia aos bocadinhos"
Ver artigo

No Instagram, conta já com mais de 25 milhões de seguidores fiéis que acompanharam o seu percurso no "BBB". A prestação no formato da Globo começou de forma conturbada, mas, no desenrolar dos 100 dias de jogo em que esteve fechada na casa, conquistou os telespetadores e passou a ser a favorita. Em Portugal, Juliette só pode ser comparada a Joana Albuquerque, que foi criticada por alguns colegas de jogo devido aos seus comportamentos no "BB - A Revolução", mas que acabou por sair vitoriosa no "BB - Duplo Impacto".

A verdade é que a prestação destas duas ex-concorrentes de reality shows está ligada por tudo o que passaram no início das edições em que participaram. Para além de ter perdido a irmã aos 17 anos, vítima de um AVC, Juliette também tem o seu passado marcado pelo bullying, bem como a residente de Cascais, que revelou no formato da TVI ter passado por um período difícil na adolescência.

No vídeo, pode ver-se Juliette em alguns momentos em que se sentiu humilhada pelos colegas do reality show, acabando por não conter as lágrimas. O que aconteceu é que, muitas vezes, os colegas fizeram troça da advogada apenas pelo seu sotaque ou outros aspetos sem relevância.

A vencedora do "BBB", que obteve 90,15% da percentagem a seu favor, foi vítima de bullying pelos colegas de escola, que a humilhavam por ter excesso de peso. A residente de Paraíba não partilha fotos dessa época, devido ao impacto que teve na sua adolescência e, agora, no reality show acabou por reviver um pouco essa fase menos feliz da sua vida.

Mas como se explica todo o fenómeno e mediatismo que a maquilhadora teve no reality show? A verdade é que já não existe segredo para se vencer um formato desta natureza, nem formando um casal dentro da casa ou sendo mais ou menos cómico. Juliette é mulher, lutadora, independente, fiel às suas raízes e tem um passado com o qual muitos se identificam.

De marcas a cantores, todos querem aliar-se à nova sensação do Brasil

Para além de se sagrar vencedora do formato, o que representa ter arrecadado o valor do prémio final, Juliette Freire pode estar apenas no início de uma forte carreira, seja no mundo digital, na música ou até na televisão. Com os mais de 25 milhões de seguidores no Instagram, são muitas as marcas que se querem aliar ao nome de Juliette.

"Estamos filtrando tudo e agendando reuniões para quando ela sair da casa e decidir que caminho deseja seguir", disse Déborah Vidjinsky, amiga e responsável pelas redes sociais da ex-concorrente durante o tempo em que esta esteve dentro da casa, ao site Extra, da Rede Globo.

Nestas declarações, que datam de fevereiro, altura em que Juliette tinha acabado de alcançar a marca dos dez milhões de seguidores — número que viria a mais que dobrar —, Déborah Vidjinsky recordava que antes da entrada no "BBB", o cenário era bem diferente.

"Ela nunca fez um publipost antes. No máximo, recebia um produto e postava em agradecimento”, lembrou a amiga e gestora da página. "Tem muita coisa chegando agora, marcas de cosméticos... Mas ela não pode anunciar nada, pois tem um contrato com o programa. Tudo será avaliado quando ela sair de lá."

Mesmo antes de ser conhecido o destino de Juliette no programa brasileiro, já existiam clientes a querer a maquilhadora como embaixadora, e disponíveis para pagar 200 mil reais (cerca de 30 mil euros) apenas para associar o nome da vencedora aos seus produtos, escreve o site Extra.

No entanto, e com talento para a música, são muitos os artistas brasileiros que já querem fazer duetos com Juliette, tais como Luan Santana, Maria Gadú e Giulia Be, entre outros. "Eu acredito que ela vá fazer um pouco de tudo. Juliette ama cantar. Se rolar isso profissionalmente, acho que ela vai adorar", disse Déborah Vidjinsky.

Percorra a galeria de fotos de Juliette Freire.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.