Ana Cristina, de 55 anos, é a concorrente mais velha do "Hell's Kitchen", da SIC. Ao longo da sua vida, teve alguns momentos conturbados, entre eles a violência doméstica por que passou às mãos do ex-marido, que tinha problemas com o álcool e que entretanto morreu.

Casada durante 17 anos, Ana Cristina sofreu maus tratos por parte do ex-companheiro e chegou a passar fome . "Foi muito complicado porque ele era alcoólico. Tratava-me mal. Foi muito difícil. Passei por violência doméstica, passei fome, batia-me muito, foi muito difícil", conta a cozinheira à "TV 7 Dias".

"Hell's Kitchen". Ana Sofia sobre Ljubomir Stanisic: "Percebeu que eu não estava bem ali"
"Hell's Kitchen". Ana Sofia sobre Ljubomir Stanisic: "Percebeu que eu não estava bem ali"
Ver artigo

Os episódios de violência eram recorrentes e a concorrente da Mealhada dava sempre mais uma oportunidade ao ex-marido, mas quando se encontrava alcoolizado, chegava mesmo a colocá-la na rua enquanto chovia. "Eram os vizinhos que me ajudavam. Ele batia-me e depois pedia-me desculpa e eu dava-lhe mais uma oportunidade", diz.

Afirma ainda que sentia vergonha quando saía de casa, devido às nódoas negras que eram visíveis no seu rosto. Enquanto as marcas não eram visíveis, Ana não se preocupava. Mas tudo mudou quando o ex-marido lhe deu um murro no olho e todos se aperceberam. Num desses episódios, a cozinheira chegou mesmo a ir parar ao hospital.

O fim da relação aconteceu quando as agressões atingiram o filho do casal, na altura com 9 anos. Mas Ana não tinha sítio para onde ir, por os pais lhe terem virado as costas quando se casou. Tudo porque o ex-marido era divorciado e o seu pai não viu o matrimónio com bons olhos.

Ana Cristina reencontrou o amor

A vida da chef deu uma reviravolta quando conheceu Manuel, o homem com quem está casada até aos dias de hoje. "Engravidei dele, o meu ex-marido sabia que a menina não era dele, mas foi registá-la porque teve sempre aquela ideia de eu ficar lá com ele", revela à mesma publicação.

Quando o seu atual marido propôs que fossem viver juntos, não teve dúvidas e saiu da casa onde passou por vários episódios de violência doméstica com o anterior marido.

Mãe perdeu luta contra o cancro e pai teve problemas com o álcool

Os problemas com o álcool começaram antes de se casar com o ex-marido, já que o seu pai também tinha uma relação difícil com a bebida, que acabou por lhe custar a vida. Ana Cristina chegou mesmo a levar "cinturadas" quando era mais nova, episódios de violência que desvaloriza por achar que "antigamente" esses comportamentos eram aceitáveis.

Também a sua mãe morreu devido a doença, mas por cancro da mama que se espalhou para outros órgãos do corpo. A cozinheira orgulha-se de ter apoiado a mãe até ao último dia da sua vida, que lutou durante largos anos.

Para já, no formato da estação de Paço de Arcos, foram eliminados dois concorrentes da cozinha infernal, Ana Sofia, da equipa vermelha, e Raúl, da equipa azul.

Em jogo continuam 14 concorrentes. À equipa vermelha, da qual Ana Cristina faz parte, juntam-se ainda Rute, 41 anos, Francisca, 29, Daniela, 28, Cândida, 39, Jennifer, 31, e Rafaela, 26 anos. Já a equipa azul é composta por Hélder, 32 anos, Ricardo e Rafael, ambos com 20 anos, Diogo, 36, Lucas, 30, João, 28, e António Pedro, 26.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.