Apontada por muita gente como uma das principais candidatas a ganhar esta edição do "Big Brother 2020", Sandrina Pratas acabou por ficar em último lugar entre os seis finalistas. A concorrente alentejana, que não foi nomeada pelos outros concorrentes do princípio ao fim, e que vestiu sempre a pele da menina mascote da casa, não convenceu os portugueses e acabou por ser a primeira a deixar a casa. O anúncio foi feito por Cláudio Ramos, e deixou a concorrente num misto de emoções. Por um lado, sorriu e bateu palmas, por outro notou-se que ficou claramente triste e também surpreendida com o resultado. Sandrina, era, a par de Iury, a concorrente mais próxima daquele que ficou conhecido como o grupo dos Kamikaze, criado por Pedro Soá, e que tinha com membros mais proeminentes Daniel Monteiro, Pedro Alves, Hélder e Sónia.

A segunda concorrente a ser expulsa foi Ana Catharina. A brasileira ficou em quinto lugar, com apenas 9 por cento dos votos. Logo depois ficou Iury, que falhou o pódio e ficou na quarta posição.

A decisão final será entre três representantes daquele que ficou conhecido como o grupo dos sensatos: Diogo, Soraia e Noélia.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.