Depois de uma relação de cerca de quatro anos que terminou com uma traição, Joana Schreyer deu outra oportunidade ao amor, mas não correu bem. A concorrente do "Big Brother" acabou por ser traída, novamente, desta vez pela melhor amiga.

"À medida que o tempo foi passando, começou a incomodar à Joana o facto de a V. [a amiga] estar mais tempo com o S. [o namorado de Joana, na altura] do que ela própria", refere uma fonte próxima de Joana Schreyer à "Tv7Dias", cuja identidade não foi revelada, explicando que a concorrente se foi afastando da amiga. "Aquilo [referindo-se à proximidade da melhor amiga com o namorado da época] começou realmente a ficar estranho."

"O S. e a V. foram criando uma cumplicidade até que acabaram por se envolver nas costas da Joana. Ela não percebeu nada. Isto aconteceu em fevereiro deste ano. A Joana começou a notar diferenças nele, já quase não falava com a V. e juntou as peças e foi confrontá-la", conta a mesma fonte à revista, sublinhando que, quando soube, a participante do Seixal desabou em lágrimas e só há pouco tempo é que se recompôs.

Antes de entrar na casa do "Big Brother", Joana passou por um período solitário. "Esteve mesmo mal durante meses. Emagreceu ainda mais, deixou de comer, não conseguia trabalhar, nem conseguia estar bem", revela a fonte à revista.

Um mês depois da traição, S. e V. assumiram-se como casal e ainda namoram. "De repente, a Joana passou a ser nada (...) ficou na lama, bateu no fundo mesmo (...) O que a magoou mais foi a traição dela, que era a melhor amiga". Para piorar a situação, o ex-namorado e a ex-amiga justificaram-se aos amigos alegando que Joana estava ausente. "A V. é uma pessoa dominante no grupo, toda a gente se quer dar bem com ela e, inevitavelmente, as pessoas tiveram de escolher lados e acabaram por ficar do lado da pessoa que tem mais influência."

A atual concorrente do reality show já se tinha inscrito em edições anteriores, contudo, a família não apoiou a entrada e pediu para não os mencionar. Joana tem os pais separados e vive com a mãe, mas por terem uma personalidade parecida, "chocam muito", diz ainda a fonte à publicação semanal. A relação com o pai e a madrasta, que também apelida de "mãe", é de proximidade, porém o pai não gosta do "Big Brother", pelo que ficou "mesmo muito triste" com a participação da filha, segundo conta um familiar da jovem à Tv7Dias.

Na casa, Joana tem-se mostrado bastante próxima de Ricardo Pereira e é uma das nomeadas em risco de expulsão no próximo domingo, 3 de outubro.

Como já é habitual, a MAGG abriu uma sondagem para saber a opinião dos leitores.

Responda à sondagem aqui.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.