Leandro e Jorge Guerreiro, ambos cantores, entraram para a casa do "Big Brother Famosos". Jorge dedica-se à música popular portuguesa há 12 anos, Leandro considera-se um "cantor romântico" e, em dezembro de 2021, cancelou a atuação no "Natal dos Hospitais" por não querer estar inserido no mesmo horário que cantores "ditos pimba ou populares", explicou aquando do evento solidário da RTP1.

No final da tarde desta quarta-feira, 5 de janeiro, enquanto estava no ar o Diário, o Big Brother decidiu recompensar os concorrentes após terem sido bem-sucedidos no Festival de Música que organizaram. Como foi "particularmente divertido", disse a entidade, "a TVI decidiu fazer uma contratação", revelou.

Leandro fala de polémicas com ex-mulher, que já reagiu. "Farei justiça na hora e lugar certos"
Leandro fala de polémicas com ex-mulher, que já reagiu. "Farei justiça na hora e lugar certos"
Ver artigo

"Dois de vocês vão atuar no 'Somos Portugal' no próximo domingo", avançou, antes de revelar que seriam Leandro e Jorge a "interpretar duas músicas" a partir da casa. Também os outros participantes vão ser integrados nestas atuações, assumindo o papel de banda ou bailarinos dos dois cantores.

As redes sociais e os comentadores do "Big Brother" não demoraram a estabelecer comparações à situação relativa ao "Natal dos Hospitais", no qual Leandro foi convidado a participar, mas, à última da hora, voltou atrás com a sua decisão. A 16 de dezembro, o dia em que aconteceria esta iniciativa solidária, Leandro recorreu ao seu Instagram pessoal para anunciar que não participaria na mesma.

"Não vou subir ao palco do Natal dos Hospitais na RTP1", disse, num vídeo. "Tomei essa decisão porque não me enquadro na programação", justificou, afirmando que foi por isso que desistiu de subir ao palco. "Venho aqui pedir desculpa ao meu público", terminou. Depois destes esclarecimentos, concedeu várias entrevistas nas quais revelou novos detalhes sobre esta decisão.

"Colocarem-me neste horário é tirar mérito ao trabalho que tenho feito ao longo dos anos"

Leandro aceitou atuar no "Natal dos Hospitais", mas, depois de visitar os estúdios da RTP1 na manhã do dia em que a iniciativa teria lugar, partilhou nas redes sociais que não iria avançar com a atuação.

Todos os anos vários artistas sobem ao palco para apoiarem esta causa. Leandro acabou por não avançar porque não se identificou com o horário escolhido para a sua atuação. "Foi uma opção profissional. Eu considero-me um cantor romântico, como o Júlio Iglesias, e tenho lutado muito para me tirarem o rótulo de cantor pimba", explicou à revista "Nova Gente".

"Ao longo dos últimos anos, tenho feito tudo para me afastar desse rótulo e, quando cheguei à RTP, percebi que tinham colocado a minha atuação da parte da manhã, que é o horário em que os cantores ditos pimba, ou populares, atuam", elaborou. Relembrou as salas de espetáculos onde já tocou, justificação para não ser colocado no mesmo horário de colegas de uma diferente "linha musical", com que não se identifica, salientou.

"Colocarem-me neste horário é tirar mérito ao trabalho que eu tenho feito ao longo dos anos. Eu estou num registo musical diferente", disse à revista, garantindo que iria apresentar queixa. "O que está a acontecer é um jogo de interesses. Não é a primeira vez que acontece uma coisa deste género, por isso vou fazer queixa à direção da RTP", concluiu.

Leandro também aceitou abordar a situação na CMTV, por chamada telefónica, mas acabou por se envolver numa discussão com alguns dos comentadores do programa. Estes alertavam para o facto de Leandro ter combinado elaborar a situação em causa, mas, em vez disso, ter aproveitado o momento apenas para fazer publicidade ao seu trabalho.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.