Se por um lado há quem fique nervoso só de pensar em entrar numa carruagem do metro, por outro, há quem apenas queira fazer-se à estrada e gozar das merecidas férias. É o caso de muitos que têm aumentado as reservas do turismo rural no Alentejo.

A procura não se deve apenas ao facto de estes serem sítios pacatos onde o distanciamento social quase não é um problema, mas também por estes destinos serem considerados zonas "limpas" de COVID-19, uma vez que o vírus quase não se fez sentir.

E quando surgem notícias como "em Évora (total de 14 concelhos), Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Mora e Redondo escaparam para já a casos, enquanto em Beja (14 concelhos) estão sem qualquer caso de covid-19 Alvito, Barrancos, Ourique e Vidigueira", tal como avançou a TVI24 esta sexta-feira, 29 de maio, é meio caminho andado para os portugueses abrirem os motores de busca à procura de alojamentos nestes concelhos do Alentejo.

“We Call it Alentejo”. O vídeo que quer chamar os turistas ao Alentejo
“We Call it Alentejo”. O vídeo que quer chamar os turistas ao Alentejo
Ver artigo

Também nós fomos à procura desses alojamentos de turismo rural, mas adicionámos o filtro "sem casos de COVID-19" e "pequenos oásis no interior do País". Vamos ao resultado?

1. Casa do Terreiro do Poço, Borba

Até pelo menos esta sexta-feira, 29 de maio, a cidade de Borba, um dos concelhos do distrito de Évora, estava livre de COVID-19. É por isso um dos vários destinos aliciantes para fazer férias este verão. Apesar de ficar em pleno interior alentejano, a Casa do Terreiro do Poço, tem uma piscina para refrescar a temperatura do corpo e cultura para refrescar a alma depois de meses de confinamento.

Esta casa casa apalaçada, que começou a ser construída em finais do século XVII, fica a poucos quilómetros de Vila Viçosa e do centro histórico Estremoz, cercado por muralhas históricas. Pode ficar instalado na Casa do Terreiro do Poço a partir de 1 de julho, dia em que serão reabertas as portas com garantia Clean&Safe, criado pelo Turismo de Portugal.

O selo define os procedimentos de prevenção, controlo e vigilância necessários relativamente à COVID-19, o que significa que aqui vai poder contar com máscaras disponibilizadas para os clientes e desinfetante junto aos pontos de entrada/saída. Vai ainda haver um local para isolar pessoas que possam ser detetadas como casos suspeitos ou casos confirmados de COVID-19.

Os preços começam nos 75€ por noite para duas pessoas, com pequeno almoço incluído, para uma estadia no apelidado Quarto dos Meninos, no 2.º andar, mas podem ir até aos 130€ no caso de uma suite dourada ou suite real.

2. Monte Falperras, Mourão

Apenas a 5 minutos a pé do Lago do Alqueva, fica o Monte Falperras, uma casa de campo, inserida em olivais alentejanos. De dentro dos quartos amplos, com decoração contemporânea, para fora, a maioria dos quartos têm vista para a barragem do Alqueva e para a planície alentejana.

COVID-19. O novo coronavírus transmite-se pela água? É seguro mergulhar numa piscina ou no mar? Especialistas explicam
COVID-19. O novo coronavírus transmite-se pela água? É seguro mergulhar numa piscina ou no mar? Especialistas explicam
Ver artigo

Para lá da natureza, o Monte Falperras tem aquilo que todos procuramos este verão: piscina. É uma forma de fugir às praias cheias de gente e de nos sentirmos mais seguros já que “não há evidências de que o SARS-CoV-2 possa ser transmitido às pessoas pela água em piscinas, banheiras de hidromassagem ou spas. A desinfecção padrão usando cloro ou bromo matará o vírus na água", revela Robert Glatter, médico no Hospital Lenox Hill, em Nova Iorque, ao site "The Healthy".

Por isso, esta pode ser uma boa escapadinha de férias, até porque além de nadar na piscina, pode dar um passeio de barco pelo rio Guadiana ou de bicicleta pela região.

O preço por noite para duas pessoas começa nos 89,62€ num quarto duplo superior com sofá, com pequeno-almoço incluindo. Para uma estadia de 4 noites entre 4 e 8 de junho, por exemplo, o custo ficava nos 380€.

3. Herdade dos Mestres, Alandroal

Já falta pouco para a reabertura da Herdade dos Mestres, no Alandroal. É já dia 9 de junho, em articulação com o selo Clean&Safe, para que esteja tudo preparado na hora de desfrutar deste alojamento de turismo rural que na plataforma Booking está avaliado com 9,4 de 10.

Esta herdade tipicamente alentejana, com cerca de 90 hectares, também fica a poucos quilómetros do Alqueva, o maior lago artificial da Europa, mas bem mais perto, ou melhor, precisamente dentro da herdade pode descobrir outras pequenas maravilhas da natureza.

Além de árvores lendárias, como azinheiras, oliveiras e amendoeiras, alguns animais também fazem parte da vizinhança do quarto onde fica alojado e pode ainda usufruir à noite de um céu estrelado a partir da janela do quarto.

Os preços por noite variam entre os 80 e 95€, variando consoante o tipo de alojamento escolhido — quarto ou apartamento — e a época de estadia.

4. Monte da Lapa, Arraiolos

Outro dos concelhos que escaparam para já a casos de COVID-19 é Arraiolos, em Évora, onde fica o Monte da Lapa. Esta casa rural está decorada ao estilo tradicional português, do qual nem o piso em pedra natural escapa. Só reabre a 15 de junho, mas até lá todas as medidas estão a ser tomadas para que o regresso seja seguro e as reservas já podem começar a ser feitas.

O Monte da Lapa é uma propriedade familiar que consiste numa casa principal e num bloco independente de quatro quartos, todos equipados com ar condicionado, casa de banho independente e vista sobre a paisagem do Alentejo.

Os hóspedes têm acesso a uma sala de estar comum, kitchenette e piscina e, claro, à natureza que caracteriza a propriedade. Quanto a valores, a reserva do bloco com quatro quartos, ideal para uma família, custa a partir 265€ dia.

5. Herdade de Água d'Alte, Redondo

Continuamos pelos recantos do Alentejo desta vez para falar da Herdade de Água d'Alte, vila do Redondo, em Évora. A herdade, na Serra D'Ossa, reabriu a 15 de maio e está já preparada para receber reservas para as férias verão, tendo a garantia do selo Clean&Safe.

Como forma de tornar ainda mais "safe", ou seja, segura a estadia, há novas regras e uma delas é que este ano os hospedes terão de alugar a casa inteira, que varia entre os cinco e oito quartos, em regime de exclusividade. Mas esta não é a única medida. "Fazemos uma medição da temperatura dos nossos Clientes à Chegada, assim como nós próprios fazemos diariamente esse auto-controlo", revela a herdade no site.

Da sala de refeições à piscina será também disponibilizado gel desinfetante. Já que estamos a falar na piscina, importa referir que a água é tratada com cloro (reforçado nesta época) e o seu PH será verificado diariamente.

Relativamente aos preços, o aluguer completo da casa custa a partir de 750€ por dia, no caso de uma casa com cinco quartos.

6. Parque Noudar — Herdade da Coitadinha, Barrancos

O que é Noudar? É o nome do parque e do castelo acabado de construir em 1307 no reinado de D. Dinis, que se pode avistar a partir da piscina que está instalada na Herdade da Coitadinha, próxima à vila de Barrancos, onde este ano pode aproveitar de umas férias no meio da natureza. A herdade reabriu a 1 de junho, data que coincide com a terceira fase de desconfinamento, e já está a aceitar reservas para o verão.

Este ano, devido à COVID-19, a lotação do espaço foi reduzida, como é o caso do máximo de dez pessoas na piscina e de 12 na sala de refeições, o que vai permitir um maior contacto com a natureza e espaços alentejanos, bem como uma maior privacidade. Isto porque uma das medidas aplicada é a possibilidade de reservas para grupos.

Outras das condições de abertura é a implementação de dispensadores de desinfetante pelos edifícios e o facto de o pequeno-almoço deixar de ser servido em modo de buffet. Agora é servido na hora, sendo colocado na mesa um tabuleiro individual composto por ingredientes já habituais, como o pão, queijo, fiambre, manteiga. Já coisas como cereais ou iogurtes podem ser servidas a pedido.

Para uma reserva na Casa da Malta o valor é de 60€ por noite num quarto duplo com pequeno-almoço incluído e para a Casa do Monte, um quarto duplo também com pequeno-almoço custa 80€ por noite.

7. Sharish — Monte Das Estevas, Estremoz

Apenas a oito quilómetros do centro de Estremoz fica o Sharish Monte Das Estevas, com vista para a Serra D' Ossa e para a vila medieval de Évoramonte, uma propriedade onde "exclusivo" é palavra de ordem. Tem apenas duas suites, razão pela qual o distanciamento não só é fácil, como a principal fonte de segurança relativamente à pandemia.

Apesar de serem apenas duas suites, o que não faltam são hospedes a andar livremente pela propriedade: desde as éguas, as cabrinhas, os cães, até aos gatos, a vida animal complementa a vida natural que envolve o Sharish Monte Das Estevas.

Os preços por noite (no mínimo duas) variam entre os 160 e os 180€, com pequeno almoço incluído. Este é servido ao ar livre no terraço e acompanhado com vista para a Serra D' Ossa.

8. Monte do Mato dos Homens, Vidigueira

Vidigueira é outra das vilas onde a COVID-19 passou ao lado. É por isso mais uma opção recatada para passar uma férias com um menor risco de exposição ao vírus, como é o caso do turismo rural Monte do Mato dos Homens, num monte alentejano.

Basta falar em Alentejo que já sentimos a calmaria desses lados e tudo melhora quando referimos natureza e piscina. Esses são dois dos requisitos presentes nesta propriedade com várias suites. Além de poder usufruir dos espaços do Monte do Mato dos Homens, basta dar um pulinho da cama de manhã e descobrir através de um passeio pedestre ou de bicicleta vários locais de interesse na região, como é o caso das ruínas romanas de São Cucufate, bem como as visitas às adegas vinícolas da zona com ou sem prova de vinhos.

Devido à COVID-19 já estão a ser implementadas algumas medidas, como é o caso de funcionários e clientes terem de usar máscara em espaços comuns e a disponibilização de gel desinfetante em várias zonas da propriedade. A estadia numa suite para duas pessoas, com pequeno-almoço incluído varia entre os 90 e 120€ noite.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.