O Campo de Tiro de Alcochete é a localização que reúne mais vantagens para a construção do novo aeroporto de Lisboa, segundo o estudo feito pela Comissão técnica Independente (CTI), cujo relatório preliminar foi apresentado esta terça-feira, 5 de dezembro. Após o relatório final ser entregue, previsto para o final do ano ou início de janeiro, caberá ao governo tomar a decisão.

Como esta decisão poderá mesmo ser Alcochete, a MAGG fez um roteiro pelo município, onde pode ficar a par do que ver por lá, de onde deve ficar hospedado e onde vai comer os melhores petiscos. A partir de Lisboa, são cerca de 35 quilómetros até ao lá.

Onde ficar

1. Praia do Sal Resort

O Praia do Sal Resort é um hotel de quatro estrelas com uma localização privilegiada, já que conta com uma vista deslumbrante sobre o rio Tejo e a margem lisboeta. No SPA, com piscina interior aquecida, jacuzzi, sauna, banho turco e duche de contraste, pode relaxar e recarregar energias. Este também dispõe de uma sala de fitness equipada e quatro salas de tratamento.

O hotel tem oito tipologias de apartamentos: T0 com vista, T1 standard, T1 com vista rio, T2 standard, T2 com vista piscina, T2 com vista rio, T3 com vista e T1 com vista piscina. Além disso, os clientes podem desfrutar de uma refeição no Omaggio Restaurante & Bar. Tal como o nome, que significa homenagem, indica, este homenageia a autenticidade da comida italiana.

De acordo com uma simulação feita pela MAGG no site do hotel, uma noite para duas pessoas de 16 para 17 de dezembro custa 111,60€, num apartamento estúdio.

Praia do Sal Resort

Localização: Passeio das Caravelas, 88 Alcochete, 2890-166 Portugal
Reservas: reservas@praiadosal.com / 212 343 165

Site, Instagram, Facebook

2. Upon Vila

O Upon Vila é um hotel rústico de quatro estrelas em Alcochete. Como fica às portas de Lisboa, este combina a energia da cidade com a tranquilidade do campo. Com 89 quartos, há seis tipologias disponíveis: quarto standard, quarto standard vista rio, quarto superior vista rio, quarto familiar, suite e suite deluxe.

O hotel dispõe de piscina, onde pode mergulhar com vista para o rio. Além disso, no Terraço Vila Bar, mesmo ao lado da piscina, pode beber uma bebida refrescante. Para os que não dispensam exercício físico, podem recorrer ao ginásio do Upon Vila.

De acordo com uma simulação feita pela MAGG no site do hotel, uma noite para duas pessoas de sábado para domingo, 9 para 10 de dezembro, custa 102,85€ (antes: 121€), num quarto standard.

Upon Vila

Localização: Av. Dom Manuel I 465, 2890-014 Alcochete
Reservas: stay@uponvila.com / (+351) 210 733 790

Site, Instagram, Facebook

O que ver

1. Flamingos na Reserva Natural do Estuário do Tejo

flamingos
créditos: pexels
Aproveite os feriados para ir ver as luzes de Natal a Vigo. Saiba onde ficar, onde comer e o que visitar
Aproveite os feriados para ir ver as luzes de Natal a Vigo. Saiba onde ficar, onde comer e o que visitar
Ver artigo

O Complexo de Salinas do Samouco é um património natural que pode ser descoberto através de percursos pedestres. Pode fazer os trilhos do flamingo, de 4 quilómetros e com dificuldade reduzida, e do pernilongo, de 7 quilómetros com dificuldade média, nesta área natural.

A Reserva Natural do Estuário do Tejo é o local de eleição de invernada para aves aquáticas, como alfaiates, flamingos, patos, garças, maçaricos, pilritos, gansos, e a melhor época para as observar decorre entre os meses de novembro e os finais de março. Na primavera e no verão, podem ser observados pernilongos, borrelhos, patos, andorinhas-do-mar-anã e perdizes-do-mar.

2. Andar no bote leão

bote leão
créditos: Câmara Municipal Alcochete

Se tiver oportunidade, não deve deixar de subir a bordo do bote leão, ou d’“O Rei dos Nordestes”, tal como chamam à embarcação tradicional, para um passeio pelo Estuário Natural do Tejo, para descobrir o rio, com Lisboa e Alcochete como cenário. A viagem custa 5€ e 2,50€ para idosos e crianças até aos 6 anos.

3. Salinas do Samouco

Salinas do Samouco
créditos: Fundação Salinas do Samouco

Nas Salinas do Samouco, os visitantes vão encontrar uma salina em laboração, cujo sal era considerado “ouro branco” por servir de sustento a muitas famílias de Alcochete. O sal produzido pela Fundação está certificado e é utilizado tanto na gastronomia, como em piscinas ou na rega de produção de salicórnia.

Pode realizar uma visita guiada ao trilho do flamingo todos os sábados e domingos, com o número mínimo de 10 pessoas, com uma duração aproximada de 3 horas. As inscrições têm de ser realizadas até às 17 horas da sexta-feira anterior da atividade e têm o custo de 5€.

Onde comer

1. A Tasca do Victor

A Tasca do Victor
créditos: instagram

A Tasca do Victor é um restaurante ideal para os amantes de comida tradicional portuguesa. Aqui, pode provar mão de vaca com grão (9€), peixe assado no forno (10€), enguias fritas com arroz de tomate (13€), ensopado de enguias (13€), stogonoff de frango (9€), robalo (10€), dourada (10€), salmão (10€), carne à alentejana (10€), bitoque (9€), choco frito (10€) ou açorda de camarão (10€).

A Tasca do Victor

Localização: Rua da Quebrada, n.º 10, 2890-180 Alcochete
Reservas: 212 340 912
Horário: 5ª a 2ª das 12h30 às 15h e das 19h30 às 22h; 3ª das 12h30 às 15h

Instagram, Facebook

2. Don Peixe

Don Peixe
créditos: Instagram

Como o nome indica, no restaurante Don Peixe o peixe é a estrela da casa. De entradas, pode optar por ameijoas à bulhão pato (17,50€), choco frito (12€) ou salada de polvo (7,50€). Como peixes grelhados no carvão, tem como opções carapaus (10€) ou dourada (12,50€).

Arroz de tamboril para duas pessoas fica por 30€ e linguado 37,50€ para duas pessoas. Para os amantes de carne, costeleta de novilho custa 19€ e lombinho de porco custa 14€. Para sobremesa, pode optar por mousse de chocolate (3,50€), bolo de bolacha (4€) ou doce de amêndoa (3,50€).

Don Peixe

Localização: Largo António dos Santos Jorge, n.º 6, 2890-022 Alcochete
Reservas: 212 340 896
Horário: 3ª a Sábado das 12h às 15h e das 19h às 21h; Domingo das 12h às 15h

Instagram, Facebook

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.