Se é para voltar a viajar, que seja em grande. Não estamos a falar em quantias, em horas de viagem, num planeamento que nunca mais acaba, mas sim em explorar a maior ilha do arquipélago dos Açores: São Miguel. Depois de confinar, tudo o que queremos é sentir novamente liberdade, o vento na cara e os pés a latejar depois das caminhadas gigantes para explorar um novo sítio. Essa é a proposta que lhe trazemos.

Mesmo que não seja a primeira vez em São Miguel, terá oportunidade de descobrir novos recantos pelos quais não teve oportunidade de passar ou não foram indicados. Para isso, estamos cá nós, que sugerimos 5 experiências incríveis.

Já sabe que 72 horas antes da viagem vai ter de se submeter a uma zaragatoa para testar a COVID-19, cujo resultado determinará se pode ou não viajar para os Açores (tudo o que precisa de saber para embarcar está aqui).

Assim que tenha o teste negativo na mão, tudo o resto será positivo: as experiências, a comida, a viagem. Por qualquer ponto que passe em São Miguel vai sentir-se seguro, uma vez que os Açores foram distinguidos como um dos destinos mais seguros para férias em 2021, pelo site European Best Destinations.

Pronto para descolar?

1. Um alojamento para ficar

Rumar aos Açores só vale a pena se for para deixar que a natureza envolvente tome conta de si e não há melhor sítio do que o Furnas Lake Forest Living, um alojamento moderno na mística bacia vulcânica das Furnas que combina várias opções de alojamento — oito japanese villas, quatro oak studios e um chestnut house — e a vegetação montanhosa que se mistura com a cor da água na qual pousa cada casa das japanese villas.

Estas são inspiradas nos celeiros rústicos locais, mas têm um toque moderno sofisticado, não fosse o Furnas Lake Forest Living considerado pela Ordem dos Arquitetos Portugueses um dos 18 melhores projetos arquitetónicos construídos em Portugal entre 2003 e 2005.

O reconhecimento também se aplica aos quatro novos estúdios cujo nome, oak (carvalho em português), se deve ao facto de estarem virados para uma mata de carvalhos. Falta ainda falar da chestnut house, ou casa de castanheiro, que acolhe quatro pessoas no espaço onde em tempos foi uma sala de ordenha das vacas de leite. Mas as surpresas não ficam por aqui.

Há uma piscina e 103 hectares com trilhos, animais (desde cabras a patos) e árvores de fruto para explorar, com a certeza de que tem todo o distanciamento social de que precisa e ar puro para descansar das máscaras sempre que não haja ninguém por perto.

Uma noite para duas pessoas no Furnas Lake Forest Living de 1 a 2 de maio, por exemplo, custa a partir de 165.20€.

Localização: Estrada Regional do Sul, Furnas Lake Forest Living, 9675-090 Furnas, Açores
Reservas: 296 584 107 ou reservas@furnaslake.com

2. Uma experiência para se lambuzar

E se em vez de dedicar metade do orçamento da viagem a um atum ou bife dos Açores, usufruir de uma experiência com uma das iguarias mais apetecíveis da ilha? Sim, estamos a falar do queijo, que é bem vindo a qualquer altura da refeição, seja como entrada, prato principal ou sobremesa. No caso desta experiência da plataforma Airbnb é bem capaz de agrupar todos os momentos de uma refeição.

Falamos de um fondue de queijo açoriano com várias intensidades, sendo que vai desde a moderada até ao terceiro momento da experiência com queijos bem intensos. Tudo isto é acompanhado de vinho, mas não se preocupe com as calorias desta refeição, porque antes de tudo há uma caminhada de 10 minutos pela Rocha da Relva, na costa sul da ilha de São Miguel, para abrir o apetite.

A experiência de 1 a 2 de maio, por exemplo, custa a partir de 45€ por pessoa.

3. Um local para mergulhar: Poça da Dona Beija

É friorento? Este será o seu local preferido durante a viagem. Uma vez que ainda não estão temperaturas muito convidativas para mergulhos, para já, pode afastar-se da água fria das praias e piscinas e mergulhar na Poça da Dona Beija que confere sensivelmente uns 39ºC. A temperatura deve-se à nascente férrea natural de água quente que cai dentro duma gruta. Esta é uma das maiores atrações da freguesia das Furnas, em São Miguel, e apesar de parecer que é um mergulho só para friorentos, esta água tem mesmo benefícios terapêuticos.

Veja o que lhe espera.

A entrada custa 6€ (4€ para crianças até aos 6 anos) e dá acesso aos banhos termais da Poça, infraestruturas de apoio, bem como aos duches de água fria.

Localização: Lomba das Barracas, 9675-044 9675-044 Furnas
Reservas: 296 584 256 ou pocadadonabeija@gmail.com
Horário: das 10h às 23h

4. Um sítio para ver o pôr-do-sol

Não é segredo para ninguém que é em São Miguel que fica a propriedade de chá mais antiga, e atualmente única, da Europa: as Plantações de Chá Gorreana. É daqui que vêm os clássicos chá verde ou o preto e que já encontram à venda em vários super, hipermercados e mercearias em Portugal Continental.

Entretanto, surgiram algumas inovações, como a combinação de verde e hibisco ou verde e anis, mas aquilo que encontra na Fábrica de Chá Gorreana não mudou, incluindo o pôr-do-sol que todos os dias se põe junto à Fábrica. No entanto, talvez este não ande a ter a devida atenção, por isso, quando visitar a Fábrica na qual são produzidos chás sem quaisquer químicos, fique mais uns minutos para desfrutar da vista ao final do dia — é um dois em um.

Pode visitar a Fábrica de forma livre ou pedir uma visita guiada logo no momento da reserva (por e-mail) ou à chegada. Basta procurar por José Linhares na receção e, mediante disponibilidade, poderá conhecer a Fábrica encaminhado por quem a conhece como ninguém.

Localização: Gorreana, 9625-304 Maia, São Miguel – Açores
Reservas: 296 442 349 ou gorreanazores@gmail.com
Horário: das 8h às 18h

5. Uma aventura (das que correm bem do início ao fim)

Não pode ir embora da ilha sem desfrutar de uma aventura de natureza, embora com toda a segurança. Uma delas é proposta pela empresa Picos de Aventura cujo nome é indicado para a experiência que selecionámos para si. Nada tem que ver com a desafiante canyoning, que implica explorar as cascatas e ribeiras da ilha preso por uma corda, mas sim com um pequeno "pico" de aventura.

Tudo começa com a tradicional observação de baleias e golfinhos e do mar passa para a terra batida a bordo de um jipe. Esta é a segunda etapa da atividade com cerca de 6 horas, na qual, além da vida animal, vai poder apreciar a beleza das Sete Cidades e da lagoa de Santiago antes de chegar ao destino: Ponta Delgada.

A experiência custa 75€ por pessoa (37.50€ para crianças dos 6 aos 11 anos).

Localização da Picos de Aventura: Marina Pêro de Teive, Avenida João Bosco Mota Amaral, 9500-771 Ponta Delgada
Reservas:
296 283 288 ou reservas@picosdeaventura.com

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.