Intuitiva, inclusiva e tecnológica. Assim é a nova app aplicação Walk Viseu lançada pelo município da Beira Alta que permite que os turistas conheçam a cidade sem perder nenhum pormenor sobre os Museus Municipais e o Centro Histórico. Isto porque a aplicação inclui visitas guiadas e de modo poliglota: estão disponíveis em português (para adultos e numa versão adaptada ao público infantil), inglês, espanhol, francês, Língua Gestual Portuguesa e Gesto Internacional.

O guia permite ler ou ouvir a descrição de cada local relevante em Viseu, considerada Cidade-Jardim 2021 com o objetivo de tornar-se um "destino sustentável e de excelência”, refere o município, bem como de valorizar o território e promover a "qualificação das condições de vida da população".

13 pontos chave que fazem de Braga o "Melhor Destino Europeu" para visitar em 2021
13 pontos chave que fazem de Braga o "Melhor Destino Europeu" para visitar em 2021
Ver artigo

A nova app constitui-se assim como um passo na valorização do território, uma vez que coloca à disposição de qualquer visitante 27 pontos de informação sobre a cidade, através de um mapa virtual. Uma vez num dos pontos, como o Museu Municipal de História da Cidade, a Casa da Ribeira, ou o Museu do Quartzo, a app dá um contexto histórico e ajuda a compreender cada uma exposições.

Os Museus Municipais de Viseu reabriram a 6 de abril, em linha com a segunda fase de desconfinamento, e em boa altura, já que a app permite que todos conheçam a cidade, sem exceção. "Esta linha teve por objetivo o apoio a projetos relacionados com a adaptação física de espaços públicos, de recursos e de serviços de interesse turístico a pessoas com necessidades específicas, temporárias ou permanentes, de modo a garantir um acolhimento inclusivo a todos os turistas", refere uma nota do município.

A aplicação Walk Viseu já está disponível para Android e iOS.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.