Agosto é um mês especial para Penhascoso, em Mação, por ser aquele em que se assinala a Aldeia do Rock, como é conhecida a festa dominada por bandas que fazem tributos a grandes nomes do rock. Agora, o estilo de música pode ser celebrado todo o ano através da enorme guitarra colocada junto ao miradouro da Feiteira.

Foi inaugurado a 18 de setembro e juntou-se a outros miradouros que encaminham a vista para Mação, concelho que esconde fósseis nas várias freguesias, é banhado pelas águas do Tejo e da Ribeira de Eiras, e tem um ambiente medieval graças à presença de castelos medievais aqui preservados — cenário digno de ver e que pode descobrir ao percorrer uma das rotas do município da região centro.

Há mais de dez percursos pedestres para fazer, sendo que em todos eles vai passar por miradouros — algo que não falta na região.

Para que não se perca entre a oferta, destacamos cinco sugeridos pela Associação Rotas de Mação que abrem o apetite a tudo o que pode conhecer no concelho. Comece no outono pelas rotas que o levam até aos miradouros e guarde as cascatas que caem das montanhas para o verão.

1. Miradouro da Feiteira

Por norma, é a vista que nos leva a visitar um miradouro, mas no caso do novo miradouro da Feiteira é a guitarra em referência ao rock que nos atrai. A estrutura foi instalada pelo Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural local e é ponto obrigatório para quem percorre a rota do Penhascoso.

Apesar do estilo de música que o instrumento representa, é silêncio que vai encontrar, criando o ambiente perfeito para degustar uma marmita de produtos regionais que pode comprar no caminho. Destacam-se os enchidos e o presunto, produto que não falta no concelho e em todo o País, já que Mação é responsável por cerca de 70% da produção nacional. Diga lá que não vai bem com um sunset, como este que foi registado em setembro?

Miradouro da Feiteira
Miradouro da Feiteira créditos: facebook

2. Miradouro do Bando dos Santos

Um caminho estreito em pedra abre-se metros à frente no alto do coração do Bando dos Santos para brindar os visitantes com uma vista desafogada sobre a paisagem que mostra de uma só vez a Beira Baixa, o Alto Alentejo e o Ribatejo.

Sim, três regiões graças ao raio de 100 quilómetros (míopes, é melhor não esquecerem os óculos em casa) para a avassaladora paisagem sobre um céu ora limpo, ora carregado de nuvens, ora chuva — em qualquer estado, será perfeito.

Miradouro da serra do Bando
Miradouro da serra do Bando créditos: rotasmacao

3. Miradouro da Formosa

"Se tivéssemos de escolher apenas um sítio para apreciar a beleza que circunda o Tejo na zona de Ortiga, este seria o local eleito", refere a Associação Rotas de Mação com justa causa: as múltiplas vistas que oferece. Daqui vê-se o Sardoal, Abrantes, os campos de Alvega, a Barragem e o Castelo de Belver, a praia fluvial de Ortiga e ainda a vila de Gavião.

Neste mesmo local pode visitar a casa denominada pelos locais de Casa da Formosa, onde terão dormido nos anos 70 Otelo Saraiva de Carvalho e o cantor Zeca Afonso.

Miradouro da Formosa
Miradouro da Formosa créditos: rotasmacao

4. Miradouro das Cruzianas

Se percorrer a rota a Rota dos Envendos, quando chegar ao ponto 4050 vai encontrar o miradouro das Cruzianas, na freguesia de Envendos, de onde se avista o vale e a foz do Ocreza, bem como a barragem da Pracana. Se estiver bem atento, ainda vai conseguir distinguir ao fundo o Geopark Naturtejo, em Castelo Branco, e Nisa, no distrito de Portalegre.

Já que aqui vai, aproveite para passar no miradouro do Castelo Velho da Zimbreira, que fica próximo deste e é mais conhecido por estar perto do famoso Pego da Rainha, com uma idílica cascata.

Miradouro das Cruzianas
Miradouro das Cruzianas créditos: divulgação

5. Miradouro da Serra do Corvo

Mais um miradouro, mais uma rota através da qual o pode visitar. Desta vez é a PR5, a Rota da Queixoperra, que o leva até este miradouro natural, a cerca de 340 metros de altitude. É alto o suficiente para presenteá-lo com uma vista 360º sobre as regiões do Alentejo, Ribatejo e Beira Baixa, e as suas aldeias, vilas e cidades.

Pode aceder ao miradouro da Serra do Corvo percorrendo o caminho a pé ou de bicicleta e quanto mais depressa for ao final do dia, mais a tempo chegará de ver todas as cores que iluminam os campos do Ribatejo até o sol se pôr no horizonte.

Miradouro da Serra do Corvo
Miradouro da Serra do Corvo créditos: rotasmacao

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.