Nova Iorque é por si só um sítio que dá fotografias para o Instagram repletas de luz e edifícios imponentes, e onde cada dia nunca é igual. Contudo, até Sara Sampaio precisou de refugiar-se da agitação da cidade (que dá com qualquer um em louco), mesmo depois de meses isolada no seu apartamento de luxo na cidade dos Estados Unidos. Sara sentiu falta do seu País e decidiu então trocar o refúgio de luxo em Nova Iorque por um outro no Gêres.

"Turistando no nosso maravilhoso Portugal", anuncia e acrescenta já em inglês: "Isto é o Gêres. Um dos meus sítios favoritos em Portugal". 

No últimos dias, a modelo e anjo da marca de de lingerie e produtos de beleza Victoria's Secret tem partilhado fotografias no meio da natureza, cujo destaque principal vai para o azul da água da região do Gerês. Antes de aqui chegar passou pela Quinta Do Seixo, no Douro. Do Douro passou para o Parque Nacional da Peneda Gerês e entretanto já lá vai pelo menos uma cascata percorrida pela modelo. Revelamos onde fica e como lá chegar.

Cascatas do Tahiti (Cascatas de Fecha de Barjas)

Falar em Tahiti remete-nos de imediato para a ilha da Polinésia Francesa com praias de areia preta, água cristalina e lagoas de tirar o fôlego. Mas quem disse que em Portugal também não temos um lugar com as mesmas características? Só não há areia preta, mas a água de um azul intenso e as lagoas estão lá.

Apesar de Cascatas do Tahiti, no Gerês, ser o nome mais conhecido, o nome correto é Cascatas de Fecha de Barjas. Seja qual for a designação que decidir chamar, o que importa é saber como chegar até aqui. Para visitar este pedaço no meio da natureza, o ideal seria adotar também o método mais natural, ir a pé, mas tendo em conta o trilho a percorrer e que nem todos são adeptos de uma boa (e puxada) caminhada, também é possível ir de mota ou numa viatura “todo terreno".

O acesso é feito pela margem esquerda do Rio Arado, o mesmo que cai na Cascata do Tahiti, começando a partir da Aldeia do Gerês. Daqui segue em direção a Vilar de Veiga, pela estrada N308-1 até Pereiró, e aí passa para a CM1276 em direcção à Ermida. Percorridos cerca de cinco quilómetros vai encontrar um entroncamento, no qual deve virar à direita. Mais adiante vai encontrar uma ponte de madeira sobre o Rio Arado com indicação para o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Uma vez chegado a este ponto, saberá que está no sítio certo e também que vai começar a maior aventura: descer montes acentuados a pé até chegar às cascatas.

Ainda que Sara Sampaio tenha a forma física em dia, se conseguiu chegar até ao Tahiti português por estes caminhos apertados, também vai conseguir.

Esqueça as piscinas e praias. 5 turismos rurais para partir à descoberta de cascatas em Portugal
Esqueça as piscinas e praias. 5 turismos rurais para partir à descoberta de cascatas em Portugal
Ver artigo

Durante todo este percurso o GPS vai ser um fiel amigo, mas há outras forma de saber se está no caminho certo. A Top Gerês, agência especializada em casas de férias, alojamento em turismo rural e bungalows no Parque Nacional da Peneda Gerês, desenvolveu uma aplicação para ajudar os turistas a explorar o Gerês.

O nome é o mesmo da agência, Top Gerês, e através dos filtros consegue seleccionar o pontos de interesse que pretende: a cascata do Tahiti. Antes de planear a ida à Cascata, pode certificar-se que escolheu o dia certo também através da app, uma vez que esta indica a previsão meteorológica para três dias. A aplicação está disponível para iOS e Android.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.