Não é que seja um segredo na Comporta (só não o descobre quem não explora a zona ou não está atento ao "The New York Times"), a Cabana Lavanda é antes um local discreto do qual só se dá conta quando o olfato está bem apurado. No jardim deste alojamento os mais de 10 tipos de lavanda soltam aromas tão especiais quanto os do mar, que este não está distante: fica apenas a 15 minutos a pé da praia do Carvalhal e a 20 minutos da praia do Pego.

Pode dizer-se que a Cabana Lavanda, na reserva natural do Estuário do Sado, é uma unidade de turismo local que desperta os sentidos que vão além do olfato já identificado e que, uma vez juntos, formam uma experiência sensorial que não vai esquecer.

À visão vão saltar as peças de um antiquário local, assim como a escultura e pintura integradas na decoração simples e de luxo discreto; à audição chegam os sons suaves das aves que pousam nos ramos das árvores em redor da piscina infinita, com 18 metros de comprimento; e no paladar vai poder sentir os sabores de um piquenique, ou os do arroz de Luís, considerado o melhor "arrozeiro da região", ou ainda dos vinhos em prova na Herdade da Comporta — atividades que pode solicitar junto do alojamento.

Que sensação é despertada ao entrar na cabana rodeada pela vegetação não sabemos, conhecemos apenas aquilo que torna a estadia especial. Desde logo dormir numa cabana é motivo suficiente para serem umas férias ou escapadinha como nenhuma outra, mas aqui a particularidade é que ninguém vive sozinho a experiência.

Uma piscina privada e um chef a cozinhar para nós? Descubra onde é este paraíso
Uma piscina privada e um chef a cozinhar para nós? Descubra onde é este paraíso
Ver artigo

A Cabana Lavanda é composta por quatro quartos (três no piso térreo em suite, cada um com os respetivos terraços, e um quarto no piso superior, com sala de estar), que fazem parte da casa com telhado de palha, respeitando a construção tradicional das antigas cabanas dos pescadores, assim como as cores tradicionais da área: cal branca e madeira.

Do lado de fora não há, hoje em dia, redes de pesca, no entanto, do passado ficou a oliveira centenária que faz parte da paisagem avistada a partir das grandes janelas de vidro que completam cerca de 50% da reconstrução feita em 2019.

Também a vegetação envolvente e os arrozais podem ser vistos a partir dos dois alpendres que fazem parte da cabana de dois andares, com capacidade para 10 pessoas. Outras mais valias de ficar nesta cabana é que em certos momentos pode substituir o cheiro a lavanda pelo de umas panquecas ao pequeno-almoço feitas na cozinha equipada, de umas salsichas no churrasco ou pelo da lenha na lareira quando faz frio.

Para algo mais exclusivo (não incluindo no preço), pode pedir serviço de chef privado, aula de ioga e massagens na cabana.

A estadia para duas pessoas custa desde 400€ por noite, com serviços de limpeza incluídos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.