Marte, Mercúrio, Neptuno e Urano. São estes os planetas que vão iniciar o seu movimento retrógrado durante o mês de dezembro, que se inicia esta quinta-feira, 1. Já sabemos o que isso significa: a astrologia constituir-se-á como uma desculpa para tudo o que nos acontecer neste mês – e "a culpa não é minha, é dos astros" é uma frase que, certamente, não conseguirá não dizer.

Mas o que significa isto? Bem, é mais fácil do que parece. Quando um planeta fica retrógrado, temos a sensação de que, vendo da perspetiva que a Terra nos oferece, este movimenta-se ao contrário. E, nessas alturas, acredita-se que o movimento (aparentemente) inverso dos astros deixa a vida de todos do avesso.

Assim, como acontece (quase) sempre que um planeta fica retrógrado, vamos enfrentar tempos tumultuosos, em que "pessoas, eventos e situações não resolvidas" do passado estão de volta para nos assombrar. E quem o diz é a voz da razão (ou um astrólogo, vá), Kyle Thomas, que, em declarações ao "Daily Mail", explicou tudo o que está escrito nas estrelas.

Marte

Segundo Kyle Thomas, o facto de este planeta ficar retrógrado vai fazer-nos sentir  "exaustos, esgotados, frustrados, excessivamente desencadeados, zangados e derrotados" – ou seja, nada que nós, de livre e espontânea vontade, pudéssemos querer sentir no nosso quotidiano.

Além disso, prepare-se, porque poderá sentir a alguma agressividade a borbulhar dentro si (não fosse este o planeta da guerra). "As pessoas poderão mostrar-se extremamente agressivas" e "prontas para entrar em todas as batalhas num piscar de olhos", afirma, citado pelo diário britânico. 

Contudo, esta raiva também pode ser projetada noutros âmbitos da sua vida – nomeadamente no campo da sexualidade. Por isso, o especialista enfatiza que também poderá liderar com desejos sexuais mais intensos.

Mercúrio

Este dispensa apresentações. Por ser o astro com o qual as pessoas mais se preocupam, já sabemos que é este que rege tudo o que diga respeito à comunicação – seja oral ou escrita. E é exatamente nesse âmbito que as suas relações vão ser afetadas, segundo o astrólogo.

O que os astros dizem sobre as mulheres de cada um dos signos. Veja se bate certo consigo
O que os astros dizem sobre as mulheres de cada um dos signos. Veja se bate certo consigo
Ver artigo

"É crucial não assinar papéis, fazer acordos ou iniciar novos relacionamentos (nos negócios ou no amor)", alerta. Mas isto tem uma razão. "Se fizermos isso, quando Mercúrio regressar à órbita normal, ficará claro que, qualquer que seja o fundamento sobre o qual esse acordo foi feito, não era o que nós (ou a outra pessoa) pensávamos que era", esclarece.

Neptuno

Diz o eco popular que Neptuno rege o mistério, a espiritualidade e a transcendência. É exatamente por isso que o astrólogo acredita que, assim que o planeta entrar em retrógrado, "os sonhos tornar-se-ão mais intensos".

Ainda assim, admitiu que, durante esta altura, poderá surgir "uma vibração mais escura surja dentro das pessoas", alertando para os cenários de manipulação e engano que possam atravessar-se no caminho. Mas, atenção, porque nem tudo é mau. Isto porque "essa energia poderosa pode ser canalizada de forma positiva, trazendo uma maior união do amor verdadeiro com uma alma gémea ou motivar uma obra-prima brilhante, que inspira o mundo".

Urano

Transformação, mudanças radicais e liberdade – são estas as características pelas quais Urano é responsável e sobre as quais costuma ter influência. Por isso, certamente não ficará surpreendido se lhe dissermos que, de acordo com Kyle Thomas, "choques e surpresas estão prestes a acontecer".

O astrólogo ainda acrescentou que, embora isto possa "fazer com que as coisas pareçam caóticas", até pode ser bom. É que todas estas mudanças vão "forçar-nos a seguir em frente". Além disso, “Urano impulsiona a humanidade em direção ao bem maior e a encontrar novas maneiras de crescer e resolver os problemas do coletivo”, esclarece, citado pela publicação britânica.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.