As Perseidas, uma chuva de meteoros que acontece todos os anos durante o verão, está prestes a atingir o seu pico. Vai poder assistir a este fenómeno meteorológico, conhecido como “Lágrimas de São Lourenço” por parecerem lágrimas a cair do céu, em pleno no segundo fim de semana de agosto, a 12 e 13 de agosto.

Temperaturas vão chegar aos 42 graus. Vem aí um fim de semana escaldante (e o calor fica até quarta-feira)
Temperaturas vão chegar aos 42 graus. Vem aí um fim de semana escaldante (e o calor fica até quarta-feira)
Ver artigo

Se a sorte bater à porta e o céu não estiver nublado ou se estiver num local com pouca poluição luminosa, vai valer a pena tirar uns minutos do seu dia para olhar para o céu e apreciar o cenário. Apesar de o segundo fim de semana de agosto ser quando o fenómeno será mais evidente, a chuva de estrelas cadentes prolonga-se até ao dia 24 de agosto, tendo começado a 17 de julho.

O melhor horário para observar o aglomerado de meteoros vai ser sempre um pouco antes do amanhecer pelas 7 horas, de acordo com o site In The Sky. No seu pico, estima-se que 150 estrelas cadentes apareçam por hora. Contudo, nem todas poderão ser vistas, devido à possibilidade de a visibilidade não ser total, revela a SIC Notícias. “Termos este lindíssimo fogo de artifício natural à borla é uma razão de festa”, afirmou Pedro Machado, astrofísico, ao “Expresso”.

As Perseidas têm origem no cometa 109P/Swift-Tuttle, que demora 133 anos a completar uma volta ao sol, segundo a NASA. Este fenómeno acontece de cada vez que a Terra passa pelos fragmentos deixados pela passagem do cometa. Quando estes entram na atmosfera ficam incandescentes e transformam-se num feixe de luz, parecendo uma estrela cadente.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.