Morreu esta sexta-feira à noite, 25 de março, o baterista da banda Foo Fighters, Taylor Hawkins. O grupo norte-americano de rock alternativo estaria em Bogotá, na Colômbia, a uma hora de subir ao palco do festival Estéreo Picnic, quando a morte do músico foi anunciada.

Habemus cartaz fechado. Eis os artistas que vão atuar no Rock In Rio Lisboa 2022
Habemus cartaz fechado. Eis os artistas que vão atuar no Rock In Rio Lisboa 2022
Ver artigo

A banda já estaria na América do Sul há alguns dias, tendo até já atuado em San Isidro, na Argentina, avança a CNN Portugal.

"A família Foo Fighters está devastada pelo trágico e prematuro desaparecimento do nosso querido Taylor Hawkins. O seu espírito musical e risos contagiantes viverão para sempre connosco", escreveu a banda, na rede social Twitter."Os nossos corações estão com a mulher, filhos e família", acrescentou o grupo, pedindo que a privacidade da família fosse respeitada.

De acordo com meios de comunicação social locais, citados pelo "Jornal de Notícias", o músico, que integrou a banda em 1997, foi encontrado morto no quarto do hotel onde a banda está hospedada em Bogotá. No entanto, até ao momento, ainda não foi divulgada a causa da morte. No entanto, até ao momento, ainda não foi divulgada a causa da morte.

Conhecidos por temas como "The Pretender" ou "The Best Of You", os Foo Fighters produziram vários temas que arrecadaram milhões de visualizações no Youtube. No entanto, ao vivo, o baterista era conhecido pelas suas performances enérgicas e era frequentemente chamado ao microfone para versões como "Somebody to Love", dos Queen, avança o jornal "Expresso".

O baterista cresceu em Laguna Beach, na Califórnia, onde começou a estudar música. Esteve em 25 dos 28 anos de existência dos Foo Fighters e entrou no grupo após a conclusão do álbum "The Color and the Shape", depois de substituir William Goldsmith, em 1977.

Ainda não se sabe se a morte do artista vai levar ao eventual cancelamento dos próximos concertos, mas a banda tem uma atuação marcada para o Rock in Rio Lisboa, a 18 de junho.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.