Jasmine, de sete anos, terá este ano a decoração de Natal mais vistosa da rua onde vive, em Hartlepool, County Durham, Reino Unido. Isto porque o pai quis fazer-lhe uma surpresa e encomendou um boneco insuflável em forma de Grinch, o monstro verde que odeia o Natal, que chegou aos cinemas em 2000 e novamente em 2018. Já em 2020, tomou posse da casa de Ray Liddell, autor da encomenda.

O Grinch foi comprado online, custou 500 libras (mais de 500 euros), mas quando chegou e foi montado à porta de casa, Ray ficou chocado com o verdadeiro tamanho do boneco insuflável, que tem mais de 10 metros. É caso para dizer que "saiu melhor que a encomenda", como diz o ditado popular.

grinch

A verdade, é que o efeito foi o desejado: Jasmine "só gritava como uma louca quando [o boneco] explodiu", relata o pai. "Só encomendei isto para a minha filha, porque ela adora o Grinch. Fiquei tão contente com a reação dela, quanto mais com a de estranhos".

"Tudo Bem no Natal que Vem". O filme natalício vindo do Brasil que está a conquistar o mundo
"Tudo Bem no Natal que Vem". O filme natalício vindo do Brasil que está a conquistar o mundo
Ver artigo

Sim, estanhos. É que depois de instalado à porta de casa desta família na Park Avenue, em Hartlepool, tem sido um corrupio de visitas. "As pessoas estão a vir de todo o lado para tirar fotos", diz o pai de Jasmine ao "Mirror".

Ray Liddell até podia reaver o dinheiro da compra, se cobrasse bilhete por cada visita a este Grinch. Mas acabou por ter outra ideia: por cada visita, pede que seja feita uma doação para o Alice House Hospice — lar onde o pai de Ray Liddell morreu no início do ano com COVID-19. Até agora já foram angariadas 20 mil libras (cerca de 2.1835€).

Se o Pai Natal vivesse em Portugal, era esta a sua casa
Se o Pai Natal vivesse em Portugal, era esta a sua casa
Ver artigo

"Tem sido bom de várias formas. Os meus filhos adoram a decoração e é também uma ótima forma de juntar dinheiro para esta grande instituição de caridade", diz o pai de duas raparigas. Mesmo estando longe, pode contribuir para a instituição, através da angariação de fundos online na página Just Giving.

A decoração de Natal tornou-se assim uma atração que ultrapassou o objetivo inicial, surpreender a filha, e trouxe até alguns desafios. "Havia uma fila no domingo de manhã. Assegurei-me de que todos estavam com a devida distância social. Penso que devemos ter sido visitados por mais de 5 mil pessoas", termina o pai de Jasmine.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.