Diogo Farinhoto, 11 anos, já recebeu a nova mão mioelétrica. É o resultado da contribuição de várias de pessoas que encheram o Pavilhão Municipal de Caminha em janeiro para assistir a um espetáculo solidário organizado pelo humorista Fernando Rocha, avança o "Jornal de Notícias".

No total foram angariados 13 mil euros e, com o apoio de uma empresa especializada, Diogo pôde finalmente ter a nova e terceira prótese pela qual esperava há mais de um ano por ajuda. O rapaz de 10 anos, de Caminha, nasceu sem a mão direita e tem de renovar periodicamente a mão mioelétrica, que custa, em média, 16 mil euros — um valor difícil de suportar pela família.

Esta mão mioelétrica irá durar bastante mais tempo do que as anteriores, uma vez que já é feita para um tamanho de adolescentes, revela a mãe de Diogo, Elisabete Gonçalves, ao jornal regional "Jornal Terra e Mar". Contudo, acrescenta que é ligeiramente maior que o necessário neste momento, mas tem um encaixe que ajuda Diogo a adaptar-se, mesmo com o crescimento.

COVID-19. 30 imagens maravilhosas de atos de grande solidariedade e humanidade em tempos de pandemia
COVID-19. 30 imagens maravilhosas de atos de grande solidariedade e humanidade em tempos de pandemia
Ver artigo

"Ainda ontem um amigo dele veio cá a casa e ele estava a falar com ele e a mostrar o que já consegue fazer com a nova mão”, conta a mãe ao mesmo jornal, revelando que o filho está muito feliz com a novidade.

Na página sua página do Facebook, Elisabete partilhou um vídeo do momento em que o Diogo experimenta a nova mão, agradecendo a todos a ajuda, incluindo a Fernando Rocha, à Câmara Municipal de Caminha e ainda à clínica “Ortoadapta”, de Braga.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.