Se todas as pessoas do mundo vivessem como vivem os portugueses (em média), o planeta Terra esgotaria todos os recursos biológicos e natural que pode renovar em 12 meses já este sábado, 7 de maio. Data que assinala o Dia da Sobrecarga da Terra e que representa assim o último dia em que, em Portugal, consumimos recursos inerentes a 2022.

IBAU!. Para comer de forma saudável, sustentável e sem trabalho, basta abrir o congelador
IBAU!. Para comer de forma saudável, sustentável e sem trabalho, basta abrir o congelador
Ver artigo

Daqui em diante, vivemos em défice ecológico. O que significa que começamos a gastar os recursos que só deveriam ser utilizados a partir de 1 de janeiro de 2023.

Os dados foram avançados pela associação ambientalista ZERO (associação Sistema Terreste Sustentável), com base na informação divulgada pela Global Footprint Network (GFN), uma organização cujo foco é a gestã de recursos naturais e o impacto das alterações climáticas na Terra.

Se todos os países funcionassem como Portugal, "a humanidade exigiria cerca de 2,5 planetas para sustentar as suas necessidades de recursos", avança a associação ambientalista, acrescentando que a "dívida ambiental" portuguesa tem vindo a aumentar.

Portugal é o 46.º país do mundo a esgotar os recursos naturais de 2022

"Portugal é, há já muitos anos, deficitário na sua capacidade para fornecer os recursos naturais necessários às atividades desenvolvidas (produção e consumo)", escreve a mesma associação, num comunicado divulgado esta sexta-feira, 6.

Ainda assim, apesar de estar longe dos melhores lugares do ranking, importa referir que Portugal não está entre os piores países ao nível da pegada ecológica. Catar, no Médio Oriente, foi o primeiro país do mundo a esgotar todos os recursos naturais de 2022. Isto, logo no dia 2 de fevereiro.

Portugal ocupa o 46.º lugar da tabela. No entanto, é Benin, na África Ocidental, o país em que o Dia da Sobrecarga da Terra chegará mais tarde. Estando apenas prevista para 26 de dezembro, noticia o jornal "Expresso".

Se nada mudar, a tendência é para piorar

De acordo com a mesma publicação, o Dia da Sobrecarga da Terra em Portugal tem chegado cada vez mais cedo. É certo que 2020 contrariou a tendência (registando-se a 25 de maio), mas em 2021 assinalou-se a 13 de maio. O que significa que este ano esgotámos os recursos naturais seis dias mais cedo.

De acordo com a GFN, o pior ano de que há registo foi 2005. À data, o Dia da Sobrecarga Nacional assinalou-se a 4 de abril.

Reduzir a presença de proteína animal na alimentação; utilizar meios de transporte coletivos; e mudar a dinâmica de "usar e deitar fora" para "ter menos, mas de melhor qualidade" são algumas das sugestões da associação ZERO para que cada um, de forma individual, consiga ajudar a minimizar a pegada ecológica do País.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.